Com golaço de Thiago Neves, Flamengo vence e elimina Vasco

Com golaço de Thiago Neves, Flamengo vence e elimina Vasco

Para vencer, os rubro-negros contaram com verdadeiro golaço de Thiago Neves.

A crise parece não ter fim no Vasco da Gama. Neste domingo, a equipe fez clássico com o Flamengo no Engenhão e foi derrotado por 2 a 1, resultado que acabou com as chances de classificação do time de São Januário na Taça Guanabara. Sem técnico desde a demissão de PC Gusmão, os cruzmaltinos seguem sem pontuar no Estadual, a pior campanha da história do clube.

Para vencer, os rubro-negros contaram com verdadeiro golaço de Thiago Neves. Aos 44min do primeiro tempo, o meia foi lançado por Renato Abreu, deu um "chapéu" em Fernando Prass e empurrou a bola para o fundo das redes usando a coxa.

O Vasco veio a campo sem Felipe e Carlos Alberto, jogadores que a torcida considera culpados pelo momento ruim do time. Sem os afastados, o time que foi comandado por Gaúcho contou a dupla Éder Luis e Marcel em seu ataque, tendo a missão de furar a defesa do Flamengo.

Os rubro-negros, por sua vez, usaram o esquema de jogo que vêm funcionando. O técnico Vanderlei Luxemburgo armou o time com Deivid e Vander na frente e a dupla Thiago Neves e Renato encarregada da criação. O plano funcionou mais uma vez.

O resultado deixou o Flamengo com 100% de aproveitamento no Estadual, liderando o Grupo A com 12 pontos. O Vasco, sem pontuar, é lanterna da chave B.

O jogo

Os comandados de Vanderlei Luxemburgo tocavam a bola com paciência e dominavam as açoes ofensivas, mesmo que não fazendo uma grande partida. A superioridade rubro-negra era clara, mas o Vasco começou marcando forte e não dando espaços.

O jogo corria sem maiores emoções até que aos 22min a defesa vascaína não resistiu e o Fla abriu o placar. Egídio cruzou da esquerda, a bola atravessou a área e achou Thiago Neves na ponta direita. O meia tocou para trás para a chegada de Léo Moura, que mandou de primeira para o meio da área e Deivid completou para o gol.

O Vasco não esboçou reação e o Flamengo continuou cadenciando o jogo e trabalhando a bola no campo de ataque. O bloqueio vascaíno continuava e o rubro-negro seguia com dificuldades de penetrar na área adversária.

Aos 32min o Vasco chegou ao ataque, e na cobrança de uma falta, Dedé cabeceou por cima do gol. No contra-golpe, Vander fez bela jogada pela direita e cruzou rasteiro. Léo Moura teve a chance de concluir da pequena área, mas Dedé apareceu para tirar-lhe a bola no último instante.

Aos 41min, foi a vez de Thiago Neves levar perigo a meta vascaína. O meia recebeu pela direita, se livrou da marcação, mas ficou sem ângulo e chutou nas redes pelo lado de fora. Mas três minutos depois, Thiago Neves ampliou o placar para o Fla com um golaço. Renato fez lançamento da meia lua e achou o meia livre na frente da área. Ele tocou por cima de Fernando Prass na saída do goleiro e, sozinho, tocou para o fundo das redes.

O Flamengo continuou dominando no início do segundo tempo, mas diminuiu visivelmente o ritmo, recuou para explorar os contra-atraques, e passou a dar espaços para o adversário. Mesmo com dificuldades na criação de jogadas, o Vasco foi se animando no jogo.

Aos 6min, Eduardo Costa desviou de cabeça a cobrança de uma falta e levou perigo a meta de Felipe, que fez a defesa. Já aos 24min, Rômulo chutou forte da entrada da área depois de boa tabela com Jéfferson, mas Felipe estava lá para segurar.

Aos 30min, o Vasco conseguiu seu gol em mais uma demonstração de fragilidade da defesa rubro-negra. Felipe sai mal na cobrança de escanteio e Marcel manda de voleio, mas Léo Moura salva em cima da linha. No rebote, Wellington falha e Rômulo manda para o fundo das redes.

O jogo esquentou, o Flamengo sentiu o golpe e o Vasco foi pra cima em busca do empate. Luxemburgo se agitou na área técnica e pediu mais objetividade ao time. O final foi dramático, mas o Flamengo conseguiu segurar o resultado.

Fonte: Terra, www.terra.com.br