Com Neymar, Santos quer ter a terceira torcida do país em 2014

Com Neymar, Santos quer ter a terceira torcida do país em 2014

"Queremos segurar o Neymar e o Ganso para aumentar a torcida", disse o dirigente.

O Santos comemora diversos benefícios por contar com uma estrela internacional como Neymar: consegue mais patrocínios e grande visibilidade na área de marketing. Mas o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro pensa em planos mais audaciosos. Seu sonho é manter o atleta na Vila Belmiro até 2014 e testemunhar amplo crescimento da torcida do Peixe.

"Queremos segurar o Neymar e o Ganso para aumentar a torcida. Temos pesquisas que, com a presença de um nome como o Neymar, podemos chegar à terceira maior torcida do Brasil até a Copa do Mundo", disse o dirigente, durante visita à TV Gazeta na última sexta-feira.

Os últimos levantamentos deixaram o Santos oscilando entre o oitavo e o nono lugar entre as maiores torcidas do país. Flamengo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Vasco eram os cinco melhores na pesquisa.

Dono de um discurso constantemente otimista, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro observa que o "fenômeno Neymar" chama a atenção no Brasil e até no exterior. O presidente alvinegro tem informações positivas sobre a imagem do clube no Japão, sede do Mundial de Clubes em dezembro.

"É impressionante a expectativa sobre o Santos entre os japoneses, o importante é que conseguimos recolocar o clube no cenário internacional", exaltou.

Empolgado com a fase do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro não demonstra lamentação nem com a campanha irregular no Campeonato Brasileiro. Ele encara com naturalidade a queda de rendimento do time após grande pressão no primeiro semestre.

"É muito natural o relaxamento especialmente porque foram disputadas três competições no primeiro semestre, jogos decisivos em todas as ocasiões. Houve um grande desgaste e isso traz consequências físicas e psicológicas", analisou.

Por fim, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro considera que as convocações para a Seleção Brasileira, sobretudo em relação a Neymar, prejudicaram o Santos no Brasileirão. "Tudo isso trouxe instabilidade ao nosso elenco", encerrou o presidente do campeão da Libertadores-2011.

Fonte: R7, www.r7.com