Com show e expulsão de Seedorf, Botafogo vence Madureira e lidera: 2 a 1

Com show e expulsão de Seedorf, Botafogo vence Madureira e lidera: 2 a 1

No final do jogo, Seedorf ainda causou confusão, depois de receber cartão amarelo.

Com atuação decisiva do meia holandês Clarence Seedorf, o Botafogo venceu o Madureira por 2 a 1 neste domingo e se firmou na liderança do Grupo A da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O jogador marcou o gol da vitória aproveitando jogada de Rafael Marques e ainda deu assistência para Dória, que abriu o placar.

No final do jogo, Seedorf ainda causou confusão, depois de receber cartão amarelo. O jogador se revolvou com a punição e resolveu deixar o gramado. O árbitro não gostou da atitude e deu cartão vermelho ao jogador, algo que nunca havia acontecido em sua carreira. Com o resultado, o Botafogo chega aos seis pontos ganhos. O Madureira, por sua vez, ainda não pontuou, já que perdeu seus dois jogos na Taça Rio.

O Madureira vai entrar em campo novamente pelo Campeonato Carioca na quarta-feira, quando recebe o Volta Redonda na Rua Conselheiro Galvão às 16h (de Brasília). No dia seguinte, quinta-feira, o Botafogo volta ao Engenhão para pegar o Friburguense às 19h30.

A partida em Madureira começou monótona e assim permaneceu até os 31min, quando um lance polêmico agitou as equipes. Rafael Marques participava de jogada na área quando se enroscou com Fernando e caiu. O árbitro marcou pênalti, que seria cobrado por Seedorf. No entanto, após conversa com o assistente, desfez a decisão por impedimento do camisa 10 botafoguense.

Seedorf estaria impedido no início da jogada que causou a polêmica, e a marcação foi confirmada mesmo com o fato de que a bandeira não havia sido levantada pelo assistente. O Botafogo ficou sem o pênalti e, por reclamação, Marcelo Mattos levou cartão amarelo. Aos 43min, o gol finalmente saiu: Seedorf cruzou e Dória desviou para o fundo das redes, abrindo o placar em Madureira.

No segundo tempo, um vacilo do setor defensivo do Botafogo permitiu o empate do anfitrião, aos 12min. Jean recebeu lançamento e, depois de Bolívar não conseguir o corte, invadiu a área, driblou Jeferson e mandou para o gol vazio. Dez minutos depois, o time de Oswaldo de Oliveira retomou a frente no placar. Rafael Marques dividiu com o goleiro na grande área e, na sobra, Seedorf tocou para o gol vazio.

Nos acréscimos, o Madureira ainda viu diminuir a chance de empatar ao ter Rodrigo expulso: recebeu cartão vermelho aos 47min, depois de fazer falta dura em Bruno Mendes. Curiosamente, Seedorf teve o mesmo destino: se irritou ao receber um cartão amarelo e deixou o gramado; o árbitro não aprovou a atitude e deu o primeiro cartão vermelho da carreira do jogador holandês, causando polêmica.

Fonte: Terra