Com status de salvador,Diogo está feliz no Fla

Com status de salvador,Diogo está feliz no Fla

Diogo teve seu esforço reconhecido pela torcida

Em meio a uma crise, o Flamengo enfrenta o Guarani neste domingo, às 16h, no Brinco de Ouro, comandado pelo treinador interino Toninho Barroso. Ainda sem solução para o comando técnico, o time contará ao menos com um jogador que mostrou, na última rodada, ter potencial para acabar com um dos maiores problemas da equipe: a escassez de gols.

O atacante Diogo foi apresentado na Gávea há menos de uma semana, mas sabe que somente com uma vitória o clima será amenizado. Recém-chegado à cidade que ele mesmo já classifica como maravilhosa, o jogador se mostra encantado com o espírito carioca, capaz até de suportar o furacão que assola a Gávea.

"O que mais gostei no Rio foram as pessoas. Todas sempre brincando, alegres... Muito diferente da Europa. Lá todos ficam com a cara fechada. O grupo também. Fala-se em crise no Flamengo, mas estão sempre todos brincando e felizes", afirmou Diogo.

O atacante ainda está num hotel na Barra da Tijuca. Desde que chegou ao Rio, a sua rotina limita-se a treinos e a busca pela adaptação ao fuso horário brasileiro, que tem seis horas de diferença em relação ao grego. Com isso, ainda não teve tempo de conhecer de fato a cidade que o conquistou. Contratado com status de redentor, ele já sabe qual lugar quer visitar primeiro.

"O Cristo, com certeza. Lá fora, todo lugar que você vai que tem um postal do Rio é com a foto do Cristo. Tem a praia também, mas nela dá para ir a qualquer hora", disse o atacante.

O único cartão postal do Rio que Diogo conhece até hoje é o Maracanã. E a primeira impressão foi a melhor possível. O campo, embora irregular, como ele mesmo avalia, agradou ao atacante pelo tamanho, que o permitiu dar várias arrancadas. Exausto ao ser substituído, o jogador teve seu nome gritado pela torcida.

"Foi muito legal. Na hora do jogo eu fico muito concentrado, mas depois, em casa, quando pensei, deu para arrepiar", revelou Diogo, que já sabia da dimensão do Flamengo. "Fui procurado por Palmeiras, Santos e São Paulo, mas quis vir para o Rio porque todo mundo sabe que o Flamengo é o maior clube do Brasil", completou.

Fonte: Terra, www.terra.com.br