Com zaga indefinida, Corinthians tenta segurar ataque do Vasco

Com zaga indefinida, Corinthians tenta segurar ataque do Vasco

A dúvida do treinador corintiano fica por conta do parceiro de Paulo André, já que Wallace e Leandro Castan ainda disputam a outra vaga.

A zaga do Corinthians para o duelo de líderes ante o Vasco, no domingo, em São Januário, ainda não foi definida pelo técnico Tite. Independentemente dos nomes, porém, a dupla voltará a ser testada, desta vez, contra o líder do campeonato e dono de um ataque diversificado --o quarto melhor do Campeonato Brasileiro.

A dúvida do treinador corintiano fica por conta do parceiro de Paulo André, já que Wallace e Leandro Castan ainda disputam a outra vaga. "Seja qual for minha escolha, seria justo com um e injusto com o outro. Os dois têm pontos positivos que os credenciam para a vaga", afirmou Tite, na sexta-feira, em entrevista no CT Joaquim Grava.

A dupla formada por Wallace e Paulo André foi aprovada nos jogos contra o São Paulo e Bahia, quando o time alvinegro não sofreu gol. Ela foi testada contra o time do Morumbi, quando surpreendentemente o técnico Tite barrou o capitão e até então intocável Chicão --que se recusou a ficar até no banco de reservas.

De acordo com o treinador, Chicão foi barrado porque o time vinha sofrendo nas jogadas de bola aérea. Com isso, Wallace (1,84 m) e Paulo André (1,89 m) foram os escolhidos --o antigo titular tinha apenas 1,80 m.

Contra o São Paulo, Leandro Castan (1,85 m) foi deslocado para a lateral esquerda, barrando Ramón, mas acabou se lesionando no primeiro tempo do jogo no Morumbi. No seu lugar entrou Fábio Santos, que teve a volta antecipada após se recuperar de uma cirurgia no ombro.

Dos 41 gols feitos no torneio, o Vasco marcou oito de cabeça --quatro a menos do que Atlético-MG e Fluminense, líderes no quesito. O time possui jogadores altos, como Diego Souza (1,88m), Elton (1,85m), Rômulo (1,84m) e Dede (1,92m).

Na tarde de sexta, o técnico corintiano treinou cruzamentos na área e mostrou preocupação com o poderio aéreo vascaíno. "O Vaso e as outras grandes equipes já mostraram suas forças. Na bola aérea, você tem o Elton e o Alecsandro, além do Dedé --que vai na bola parada", disse Tite.

No entanto, a jogada aérea não é o principal lance do time carioca. A equipe já marcou seis gols de fora da área. De acordo com o Datafolha, é o terceiro melhor no quesito, atrás apenas de São Paulo e Botafogo.

A velocidade é outra arma da equipe carioca, e Tite sabe que terá que tomar cuidado. "O Vasco e as outras grandes equipes já mostram sua força. Tem o Eder Luis na velocidade [que preocupa]", afirmou o treinador.

Fonte: Folha.com