Paulista: Comandado por L. Fabiano, São Paulo bate São Caetano e é o vice-líder

Paulista: Comandado por L. Fabiano, São Paulo bate São Caetano e é o vice-líder

O jogo ainda marcou o reencontro do São Paulo com dois velhos conhecidos: Rivaldo, que atuou no Morumbi em 2011, e Jobson

Em um jogo animado e com duas viradas, o São Paulo derrotou o São Caetano na noite desta quarta-feira, no ABC Paulista, por 4 a 2. A partida é válida pela segunda rodada do Campeonato Paulista e havia sido adiada para que o time tricolor disputasse a primeira fase da Copa Libertadores contra o Bolívar. O resultado deixa os comandados do técnico Ney Franco na segunda colocação da tabela, com 16 pontos, dois a menos que o Ponte Preta.

Luís Fabiano foi o nome do jogo. Com os armadores Jadson e Paulo Henrique Ganso apagados, o atacante, com a companhia de Osvaldo, assumiu a responsabilidade de agredir o São Caetano. Foram dois gols do centroavante, que viu Maicon também deixar o seu, ainda no primeiro tempo, e Aloísio encerrar o marcador nos acréscimos.

O jogo ainda marcou o reencontro do São Paulo com dois velhos conhecidos: Rivaldo, que atuou no Morumbi em 2011, e Jobson, que em sua época de Botafogo infernizou a defesa do time tricolor na reta final do Campeonato Brasileiro de 2009, garantiu vitória alvinegra que foi fundamental para tirar os paulistas do título nacional - que ficou com o Flamengo.

Jobson teve boa atuação nesta quarta-feira. O jogador fez a jogada do gol de Danielzinho, que empatou o placar no primeiro tempo, e deu a virada aos donos da casa. Entretanto, viu Luís Fabiano comandar a segunda virada da noite.

Com o resultado, o São Caetano mantém sua campanha preocupante no Campeonato Paulista. A equipe do técnico Geninho só tem uma vitória no torneio, contra o Atlético Sorocaba, na primeira rodada. Desde então, são sete jogos sem encontrar um triunfo, o que deixa o time da Grande São Paulo na penúltima colocação.

Sem o lesionado Paulo Miranda, que passou por cirurgia no joelho e fica fora por até seis meses, Ney Franco (que completou 50 jogos no comando da equipe) pôs em campo um time diferente do que vem jogando. Douglas apareceu na lateral direita, e Ganso ganhou vaga no meio de campo. Após falhas em partidas importantes, Wellington foi barrado e deu lugar a Maicon.

O jogo

O primeiro tempo foi bastante agitado e com gols. O São Paulo começou melhor, especialmente com as jogadas de Osvaldo, e abriu o placar aos 13min. O atacante recebeu bola de Cortez em cobrança de lateral, passou por dois marcadores e tocou para Luís Fabiano completar para o gol. Mas se o ataque estava funcionando, a defesa são-paulina mostrava problemas.

O São Caetano aproveitou da inconsistência adversária e conseguiu uma virada relâmpago. Aos 24min, Jobson avançou sozinho pela esquerda, deu grande drible em Lúcio e tocou para Danielzinho completar. No minuto seguinte, Jobson foi lançado, deixou a defesa do São Paulo para trás e tocou na saída de Rogério Ceni.

O time visitante não baixou a cabeça depois de tomar dois gols e seguiu no ataque, mas desta vez sem criar tanto perigo. Douglas e Maicon se mostravam confusos, enquanto Ganso pouco aparecia. A melhor oportunidade de empate veio aos 39min, em falta cobrada por Tolói que passou à direita do gol de Fábio. Até que, aos 45min, Maicon recebeu bola de Osvaldo e contou com desvio para encobrir o goleiro do São Caetano e empatar.

O segundo tempo manteve o ritmo de boa parte do primeiro: o São Paulo mantinha a posse de bola, buscava o gol e via o time do ABC Paulista ameaçar bastante no contra-ataque. Como o time dava espaços e se mostrava inepto, Ney Franco sacou Cortez, substituindo-o por Carleto, e trocou Maicon por Wellington.

Demorou alguns minutos, mas enfim o São Paulo voltou a ficar à frente no placar. Aos 27min, Luís Fabiano iniciou jogada pela esquerda e aproveitou sobra para finalizar forte na saída de Fábio para fazer um belo gol. O time tricolor ainda teve chance incrível de ampliar aos 46min, em contra-ataque puxado pelo camisa 9, mas Osvaldo não conseguiu completar. No minuto seguinte, entretanto, Aloísio completou de cabeça cruzamento de Carleto e deu números finais ao jogo.

Fonte: Terra