Após vexame do Fla, jogadores discutem e apontam culpados

Após vexame em Curitiba, Ibson dispara contra jovens e Love xinga geral no vestiário do Fla

O Flamengo que dava sinais de recuperação com a chegada do técnico Dorival Junior acorda para a nova realidade ? fugir do rebaixamento ? com o relacionamento estremecido entre os jogadores mais velhos e mais novos. Na bagagem, além do quinto jogo sem vencer no Campeonato Brasileiro e o vexame no Couto Pereira, o Rubro-negro traz de Curitiba um incêndio a apagar: Ibson chamou a atenção aos palavrões da nova geração, e Vagner Love detonou todos aos berros.


Comigo não tá! Após vexame do Fla, jogadores promovem barraco e apontam culpados

No final do jogo, Ibson entrou no vestiário muito irritado com a derrota e a atuação de alguns pratas da casa (os alvos seriam especialmente o zagueiro Frauches e o atacante Negueba). Há, aí, um descontentamento com a forma com que a nova geração é tratada, com paparicos. Na semana passada, o capitão Leo Moura afirmara que os jovens têm a mesma responsabilidade.

? Porra, esses moleques não querem porra nenhuma. Cara... ? disparou Ibson.

O vestiário, então, foi tomado por uma gritaria desenfreada. O atacante Vagner Love chegou de sola, como se diz na gíria.

?Vão tomar no c... Pode perder, mas tem que correr. Vai se f... todo mundo ? disse.

No vestiário, Dorival não chegou a xingar os jogadores, mas demonstrou muita irritação com o resultado. Ao se dirigir aos atletas, pediu que erguessem a cabeça.

Na noite de sábado, os jogadores jantaram ainda em Curitiba e não havia sinais de racha. Do lado do torcedor, a paciência acabou antes do apito final. No Couto Pereira, membros da diretoria presentes em um camarote ouviram protestos das arquibancadas. Alguns torcedores balançavam notas de dinheiro.

A tensão pairava no ar durante toda a viagem de volta ao Rio, desde o ônibus até o avião. A chegada no aeroporto Tom Jobim ontem teve a segurança reforçada, e os jogadores preferiram se calar. O técnico Dorival Júnior foi proibido de falar pela diretoria. Dois torcedores fizeram um protesto e xingaram a delegação na saída do saguão.

Contra o Santos, quarta-feira, Ramon volta a ficar à disposição, mas Gonzalez e Cáceres ainda são desfalques, pois defendem Chile e Paraguai, respectivamente.

Fonte: Extra