Confusão e tumulto marca o desembarque dos heróis corintianos em Aeroporto de SP

A delegação alvinegra vai ainda nesta quinta até Brasília para ser recebida pelo presidente Lula

O relógio marcava 13h47m quando a espera finalmente acabou. Desde o meio-dia, aproximadamente 400 torcedores do Corinthians esperavam no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, a chegada dos heróis alvinegros, que na última quarta-feira, conquistaram o tricampeonato da Copa do Brasil, após um empate por 2 a 2 com o Internacional, no estádio Beira-Rio. A delegação alvinegra vai ainda nesta quinta até Brasília para ser recebida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O primeiro a aparecer foi o zagueiro Jean reserva. Ele praticamente não foi utilizado por Mano Menezes, mas, com o título conquistado, virou ídolo. Assim que ele apareceu, a massa foi toda para cima dele. Um segurança, inutilmente, tentava proteger o jogador, que sorria e gritava.

- O que é isso? Eu nunca vi nada tão maravilhoso. Essa torcida é realmente fantástica, esse título é para eles - afirmou.

A seguir, outros apareceram. Vieram Otacílio Neto, Chicão, Douglas, Diego, Felipe, Marcelinho, Alessandro e Boquita. Os seguranças não mediam esforços para protegerem os atletas. Quem chegou perto para tentar uma foto levou tapa, empurrão e cotovelada. Uma atitude infeliz dos seguranças que claramente não foram orientados.

O meia Douglas agradeceu o apoio do torcedor.

- Esse título é para a torcida corintiana, que é maravilhosa. Agora vamos aproveitar para descansar e comemorar com os familiares.

Diego foi o único atleta que teve paciência. Atendeu a todos os torcedores, tirou centenas de fotos e deu muitos, muitos autógrafos. Tamanha boa vontade foi reconhecida pela galera.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com