Conmebol anuncia julgamento de Jara após 'mão boba' em jogador

O zagueiro chileno pode ser suspenso e ficar fora das semifinais.

A Conmebol anunciou que aceitou a denúncia da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) contra o jogador Gonzalo Jara, do Chile, e deu início a um processo disciplinar para decidir se haverá alguma pena pela "mão boba" em Edinson Cavani, na disputa das quartas de final da Copa América. Segundo o comunicado, a previsão é que o resultado do julgamento seja conhecido antes da disputa da semifinal, na segunda-feira, quando o Chile enfrentará o Peru em Santiago. A Federação de Futebol do Chile também havia denunciado sete jogadores uruguaios, que só serão julgados após a disputa da Copa América.

Mesmo sem ter sido punido com o cartão amarelo ou vermelho, o zagueiro chileno pode ser suspenso e ficar fora das semifinais contra o Peru, na segunda-feira, a partir de 20h30 (de Brasília), no Estádio Nacional de Santiago.

Na sexta-feira, o Uruguai confirmou que denunciou à Unidade Disciplinar da Conmebol o zagueiro chileno Jara pela dedada em Cavani nas quartas de final da Copa América. Ato contínuo, o Chile contra-atacou e apresentou o mesmo tipo de reclamação contra sete jogadores do rival. Além do atacante, expulso pela reação à provocação, estão na lista o goleiro Muslera, os zagueiros Godín e José Giménez, o lateral Fucile, outro que também foi punido com o cartão vermelho, o meia Álvaro González e o atacante Stuani.

Image title


Fonte: Globo Esporte