Conversa de rádio revela mudança de estratégia da Renault em Cingapura

A transcrição dos diálogos revela uma inesperada mudança de estratégia em relação a Alonso

De uma hora para outra, as três paradas de Fernando Alonso em Cingapura viraram duas, e a primeira foi antecipada em quatro voltas. Diante da surpresa com a mudança repentina de estratégia, o diretor da Renault tranquilizou os engenheiros: ?Está tudo bem?. A investigação sobre a suposta fraude da equipe no GP do ano passado, quando Nelsinho Piquet teria batido de propósito para facilitar a vitória de Alonso, ganhou novos elementos nesta terça-feira. O jornal britânico ?The Times? publicou trechos da conversa de rádio da escuderia durante a prova.

A transcrição dos diálogos revela uma inesperada mudança de estratégia em relação a Alonso. O espanhol faria três paradas, mas, por coincidência ou não, foi para os boxes mais cedo e reabasteceu. Duas voltas depois, foi beneficiado pelo acidente de Nelsinho, que o deixou em vantagem para conseguir a primeira posição e, consequentemente, a vitória.

- Eu posso dizer que não vamos mais fazer três paradas - diz Pat Symonds, diretor técnico da Renault, que antecipou em quatro voltas a entrada do piloto espanhol nos boxes e mudou a estratégia para apenas dois pit stops.

Mais tarde, Symonds diz a um engenheiro não identificado.

- Não se preocupe com o combustível, pois vamos tirá-lo (Alonso) do tráfego mais cedo.

Nelsinho também surge na transcrição dos diálogos, preocupado em saber em que volta estava. Symonds responde pelo rádio:

- Ele está para completar a volta 8. Apenas avise-o que ele está terminando a volta número 8.

Pouco depois, um engenheiro pergunta se haverá realmente mudança de planos. O diretor afirma que sim, mas o engenheiro, novamente não identificado, parece estranhar a decisão.

- Pat, você não acha que está muito cedo (para ele parar)?

Symonds, então, reafirma que "está tudo certo", e o engenheiro se limita a respondes "Ok, entendi".

Mais tarde, após a batida, trechos mostram o brasileiro pedindo desculpa pelo erro. Briatore também aparece na gravação, só que demonstrando irritação com Nelsinho.

- Desculpa, pessoal. Tive uma pequena derrapagem.

Um dos engenheiros pergunta:

- Ele está bem? Ele está bem?

Symonds pede:

- Pergunta se está tudo bem com ele?.

O piloto brasileiro responde:

- Sim. Bati com a parte de trás da cabeça. Mas acho que está tudo ok.

Passados vários minutos, o chefe de equipe, Flavio Briatore, aparece no rádio mostrando sua irritação com Nelsinho.

- Que desgraça. Ele não é um piloto.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com