Convocação de Pato faz Timão desistir de tentar contratá-lo

Diretoria do Corinthians acreditava que ausência do atacante na lista de Mano poderia facilitar a obtenção de um empréstimo junto ao Milan


Convocação de Pato para Olimpíada faz Timão desistir de tentar contratá-lo

Apesar de ter assistido no Pacaembu à conquista da Taça Libertadores, na última quarta-feira, Alexandre Pato está distante do Corinthians. O clube não tem mais esperanças que o Milan o libere por empréstimo. O sonho alvinegro acabou depois que o técnico Mano Menezes incluiu o atacante na lista de jogadores que disputarão os Jogos Olímpicos de Londres no mês de agosto.

A diretoria corintiana acreditava que o acordo poderia ser facilitado caso o atleta não aparecesse na relação. Pato estava convencido de que, fora da Olimpíada, precisaria voltar ao Brasil para se destacar novamente e não perder espaço na Seleção Brasileira, visando a Copa de 2014. No entanto, com o lugar assegurado, o jogador entende que o torneio é ideal para ganhar ainda mais a confiança do treinador.

? Não tem mais jeito de essa negociação sair. Se ele não fosse convocado, haveria uma possibilidade ? resumiu o diretor de futebol Roberto de Andrade.

O Milan já havia descartado emprestá-lo, mas o Corinthians contava com a vontade de Alexandre Pato para conseguir o empréstimo de, no mínimo, seis meses. Clube, jogador e o empresário Gilmar Veloz negociaram durante todo o primeiro semestre. Até o técnico Tite chegou a conversar com o atacante por telefone, abrindo as portas do Timão na tentativa de recuperá-lo.

Pato, de 22 anos, sofre com problemas físicos desde que chegou à Itália, contratado como grande promessa do Internacional. O caminho visto pelo Corinthians foi de oferecer tratamento e colocar o atleta em ótimas condições para voltar ao clube europeu. Mesmo sem ele brilhar tanto, o Milan recebeu uma proposta de R$ 64 milhões do Paris Saint-Germain-FRA, mas optou por não negociá-lo.

O Corinthians, aliás, descarta entrar em disputa para a aquisição dos direitos, mas vê como totalmente possível arcar com os altos salários do jogador. Pato se encaixa na filosofia do Timão de procurar grandes estrelas para atrair patrocinadores e aumentar a receita. Ronaldo ajudou a encher os cofres alvinegros entre 2009 e 2010, estratégia que fracassou com Adriano, dispensado durante a primeira fase da Libertadores.

O Timão continua em busca de um centroavante. Com Liedson e Elton em baixa, a diretoria foi ao mercado, mas vem tendo dificuldades para encontrar opções. Como no Brasil as opções não poucas, o clube faz uma varredura no exterior. Forlán, que fechou com o Internacional, e Milito, do Inter de Milão, foram procurados, porém, as negociações não avançaram.

? Estamos vendo jogadores dentro e fora do país. É uma posição difícil de encontrar ? lamentou o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves.

Fonte: GloboEsporte.com