Corinthians anuncia Oswaldo de Oliveira como treinador

Técnico deixou o Sport para assumir o alvinegro

O Corinthians tem um novo treinador. Oswaldo de Oliveira foi confirmado nesta sexta-feira (14) como o sucessor de Cristóvão Borges. O acordo foi anunciado de uma maneira curiosa. Eduardo Ferreira convocou coletiva para anunciar a sua saída do cargo de diretor-adjunto de futebol e, na mesma entrevista, confirmou o acerto com o novo comandante. 

A saída de Edu é o melhor exemplo para mostrar a insatisfação de boa parte do Conselho corintiano e de membros da diretoria com a escolha. O nome do comandante não foi discutido internamente e foi escolhido única e exclusivamente pelo presidente Roberto de Andrade.

"Eu não tenho nada contra o Oswaldo, vou torcer para ele fazer um grande trabalho. Mas não concordei com a maneira que contrataram um novo treinador. Foi chato para mim. Mas não tenho o que reclamar da diretoria", explicou Edu na coletiva. 

Oswaldo de Oliveira (Crédito: Reprodução)
Oswaldo de Oliveira (Crédito: Reprodução)

Um dos principais argumentos dos que são contra a chegada do técnico que foi campeão do mundo em 2000 é a falta de bons trabalhos recentes. Ele estava no Sport, time que luta para não cair. Sua despedida foi com a derrota por 3 a 0 para a Chapecoense, na última quarta-feira.

Com a chegada de Oswaldo, Fábio Carille volta ao cargo de auxiliar fixo da comissão técnica. Ele comandou a equipe em quatro partidas do Brasileirão, com uma vitória, um empate e duas derrotas, além de duas vitórias na Copa do Brasil. 

Oswaldo de Oliveira havia sido cotado pelo presidente corintiano em duas ocasiões. Quando planejava a reposição de Mano Menezes, ele se dividiu entre Tite e o próprio Oswaldo, mas optou pelo primeiro. Já recentemente, antes de contratar Cristóvão Borges, também avaliou a possibilidade de tirar o comandante do Sport.

Aos 65 anos, ele chega para dirigir o Corinthians pela terceira vez. Foi lá que ele começou a sua carreira, em 1999. A outra passagem teve bem menos sucesso, em 2004. De lá para cá, Oswaldo já dirigiu outros times importantes. Ele é um dos poucos que conseguiu o feito de dirigir os quatro principais times do Rio de Janeiro e os quatro principais times de São Paulo, além de ter tido bastante sucesso no futebol japonês. 

Fonte: Com informações do Uol