Brasileirão: Corinthians dorme no 2º tempo, empata com Ceará e segue com Fla na cola

Brasileirão: Corinthians dorme no 2º tempo, empata com Ceará e segue com Fla na cola

Sendo assim, o Corinthians ficou com 34 pontos e continua dividindo a ponta com o Flamengo.

Um ótimo primeiro tempo e uma segunda etapa sonolenta. Tanto contraste não perdoou o Corinthians, que ficou no empate por 2 a 2 contra um competitivo Ceará, neste domingo, no Pacaembu. Nos retornos de Júlio César e Liedson, que jogou nos 30 minutos finais, os corintianos permitiram um gol a Rudnei, e deixaram o campo sem a liderança isolada.

Sendo assim, o Corinthians ficou com 34 pontos e continua dividindo a ponta com o Flamengo, que empatou contra o Figueirense em Florianópolis. O Ceará, com 19 pontos, é o 12º colocado.

Corinthians e Ceará voltam a jogar na próxima quarta-feira, em partidas válidas pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Às 19h30 (de Brasília), no Estádio Presidente Vargas, a equipe cearense recebe o Grêmio. Mais tarde, às 21h50, o Corinthians visita o Atlético-MG no Ipatingão. O treinador Tite já tem um desfalque certo: Chicão, que recebeu terceiro amarelo, cumpre suspensão.

Dois Corinthians distintos e um empate em casa

Mesmo sem ter Liedson, que iniciou o jogo no banco de reservas, o Corinthians esteve mais próximo do futebol intenso e dominante que o marcou nas dez primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Tite promoveu os retornos de Jorge Henrique, suspenso, e Ralf, que serviu a Seleção contra a Alemanha, e sacou Emerson e Moradei. Na esquerda, foi obrigado a trocar Fábio Santos, lesionado, por Ramon. Júlio César, recuperado, voltou ao gol.

As quatro mudanças feitas em relação ao time que empatou contra o Santos na última quarta-feira deram certo. De nada adiantou o Ceará de Vagner Mancini armar um meio-campo de três volantes e liberar os rápidos Osvaldo e Felipe Azevedo para tentar contra-atacar. A primeira etapa no Pacaembu foi toda do Corinthians.

Em cinco minutos de jogo, a equipe da casa já contabilizava duas finalizações, com Alex em cobrança de falta e Jorge Henrique em outro arremate. Com 12min, a primeira chance clara surgiu dos pés de Paulinho, que deu ótima assistência para Willian arrancar e, livre diante de Diego, ser parado. Um minuto depois, Paulinho reapareceu sozinho, agora pela direita, e a arbitragem marcou impedimento inexistente naquela que poderia ser uma oportunidade nítida de gol.

Vivendo um ótimo momento no Brasileiro, o volante apareceu bem pela terceira vez na etapa inicial e, desta vez, foi parar no fundo da rede. Da esquerda para a direita, tocou e recebeu de Danilo, levou um marcador e chutou firme. Diego, desatento, ainda espalmou e colocou dentro do próprio gol. Oitava assistência de Danilo, líder absoluto do quesito na Série A. Era também o Corinthians em vantagem aos 24min do primeiro tempo.

A liderança no placar, entretanto, logo virou incerteza. A defesa do Corinthians saiu jogando mal, Heleno espirrou de cabeça e Osvaldo, enquanto Leandro Castán dormiu no ponto, ganhou de Chicão na velocidade e tocou por baixo de Júlio César. Em sua primeira chance de gol, o Ceará chegou à igualdade aos 29min. Mas também durou muito pouco.

Segundos depois, Alex justificou porque foi contratado para ser o grande nome do Corinthians. De muito longe, levou um marcador e acertou um chute iluminado com a canhota, no ângulo, sem qualquer possibilidade para Diego. A resposta imediata fez a equipe corintiana crescer e a cearense ser ainda mais dominada no restante da primeira etapa.

Aos 38min, Danilo levantou com consciência da direita e Jorge Henrique, praticamente na pequena área, usou a cabeça mas errou o alvo. Ramon, no minuto final da primeira etapa, experimentou de fora da área e Diego, em bola defensável, concedeu rebote que quase se transformaria no terceiro gol corintiano.

O Ceará foi um time mais corajoso na segunda etapa e conseguiu levar mais perigo ao Corinthians. Trocando passes na frente e impondo um bom volume de jogo, a equipe cearense ameaçou em cobrança de falta de Egídio, aos 6min, e principalmente aos 16min, quando Roger recebeu ótimo cruzamento de Osvaldo e cabeceou para grande defesa de Júlio César.

A essa altura, o Corinthians já tinha realizado duas substituições. Ramon, que sentiu fisgada na coxa, deixou o campo para a entrada de Weldinho. Liedson, recuperado de uma artroscopia no joelho, voltou após ser desfalque por cinco jogos. Discreto, Willian deixou o gramado para a entrada do centroavante.

Depois de a equipe corintiana ameaçar a recuperação do controle do jogo, o Ceará foi à frente e conseguiu um importante fundamental para si e péssimo para o Corinthians. Aos 36min, Egídio alçou na área e Marcelo Nicácio, que saíra do banco, completou para as redes. A arbitragem assinalou impedimento, mas os cearenses deram nova resposta.

Da esquerda, o Ceará cobrou escanteio, Michel ganhou pelo alto e, no rebote de Júlio César, Rudnei se esticou e colocou para as redes do Corinthians. Pressionado, o time da casa pouco fez além de uma finalização de Alex, de longe, e que assustou Diego, e de uma boa jogada de Emerson pela esquerda. Liedson, bem marcado, não conseguiu concluir.

Ficha do jogo:

Corinthians 2 x 2 Ceará

Gols

Corinthians: Paulinho, aos 24min, e Alex, aos 30min do 1º tempo

Ceará: Osvaldo, aos 29min do 1º tempo, e Rudnei, aos 39min do 2º tempo

Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Ramon (Weldinho); Paulinho e Ralf; Danilo (Emerson), Alex e Jorge Henrique; Willian (Liedson)

Treinador: Tite

Ceará: Diego; Boiadeiro, Fabrício, Anderson Luís (Edmílson) e Egídio; Heleno; Michel e Rudnei; Felipe Azevedo (Marcelo Nicácio) e Osvaldo; Roger (Washington)

Treinador: Vagner Mancini

Cartões amarelos

Corinthians: Chicão

Ceará: Fabrício, Heleno, Michel

Árbitro

Paulo Godoy Bezerra (SC)

Local

Estádio do Pacaembu, em São Paulo

Fonte: Terra