Corinthians: Goleiro Felipe pede para sair

Corinthians: Goleiro Felipe pede para sair

Empresário do goleiro está na Europa e deve fechar a transferência para o Genoa

A situação do goleiro Felipe deve chegar a uma definição nesta quinta-feira. Com proposta oficial do Genoa-ITA, o camisa 1 corintiano pediu à diretoria de futebol para ser negociado e deve acertar com os italianos assim que seus empresários derem o aval. Um deles, Marcelo Goldfarb, se encontra na Europa para resolver o caso, e só vai se pronunciar oficialmente depois de fechar negócio. O outro, Bruno Paiva, também mantém o silêncio e não foi encontrado pela reportagem.

O diretor de futebol do Corinthians, Mário Gobbi, também não se pronunciou sobre o assunto. Ele estava em Águas de Lindoia com a delegação desde o início da semana. Na segunda-feira, o dirigente afirmou que não tinha a intenção de negociar qualquer jogador com o futebol do exterior.

No elenco, os jogadores dizem desconhecer os motivos da saída de Felipe e esperam que o goleiro continue fazendo parte do time.

- Espero que ele possa ficar para ajudar, é um jogador importante para o grupo - resumiu o volante Ralf.

A saída, no entanto, parece inevitável. Além do desejo de Felipe, pesa o fato de ele já ter passado por problemas em sua passagem pelo Timão. Desde 2007 no clube, o goleiro já esteve próximo de deixar o Parque São Jorge em pelo menos duas oportunidades.

A primeira ocorreu depois do rebaixamento para a Série B, quando foi cogitada uma troca entre ele e Fernando Henrique, do Fluminense. Depois, na metade de 2009, o Bayern de Munique surgiu como interessado no jogador, mas as negociações não evoluíram. Seu estilo explosivo nunca foi do agrado da diretoria e do presidente Andrés Sanches, que têm como sonho o retorno de Dida, sem contrato com o Milan. Ele fez história em duas passagens pelo Timão: entre 1999 e 2000, e depois entre 2001 e 2002.

Fonte: Globo Esporte