Corinthians joga mal contra lanterna Náutico e soma nono empate na Série A

Corinthians joga mal contra lanterna Náutico e soma nono empate na Série A

A igualdade impede o Corinthians de se aproximar do G-4 – fica em quinto, com 30 pontos

O Corinthians sentiu muita falta dos desfalques na tarde deste domingo e voltou a fazer uma partida ruim no Pacaembu, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. A equipe paulista dominou o Náutico, teve mais posse de bola no confronto, mas o desentrosamento limitou o número de chances criadas. Com isso, o empate por 0 a 0 foi o resultado mais justo ? o time do Parque São Jorge, que ouviu vaias ao fim da partida, é a equipe que mais empatou no Brasileiro, ao lado do Inter.

A igualdade impede o Corinthians de se aproximar do G-4 ? fica em quinto, com 30 pontos, a pelo menos três de Botafogo e Atlético-PR, que ainda jogam às 18h30. Já o Náutico continua na lanterna, agora com nove pontos. Na primeira rodada do segundo turno, o Corinthians visitará o Botafogo no Rio de Janeiro, na quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), enquanto o Náutico tem o duelo contra o Grêmio na Arena Pernambuco, no mesmo dia e horário.

A primeira chance no Pacaembu neste domingo ensolarado em São Paulo foi do Corinthians, logo aos 5min. Edenílson aproveitou falha da defesa do Náutico e chutou para o gol, mas Gideão mandou a escanteio. Mesmo enfrentando os paulistas cheios de desfalques, o time pernambucano sequer conseguia passar do meio-campo nos primeiros minutos. Apesar do domínio corintiano, o desentrosamento da nova escalação limitava as chances de gols a quase nenhuma.

Com muitos passes e poucas finalizações, os donos da casa se mostravam pouco incisivos nas subidas ao ataque e quase não assustavam o goleiro Gideão. Com uma atuação quase entediante, o Corinthians não conseguiu se encontrar no primeiro tempo mesmo com grande parte da posse de bola e foi para o intervalo com o placar zerado ? o Náutico mostrou porque é lanterna e também pecou muito na técnica, sem conseguir nem criar uma chance.

Na volta do intervalo, a partida continuou na mesma toada dos 45 minutos iniciais. Aos 5min, Romarinho chutou fraco para defesa tranquila de Gideão. Como mandante, o Corinthians tinha a obrigação de criar chances contra o lanterna, mas fazia muito pouco, o que passou a irritar parte da torcida. Na melhor chance corintiana até então, aos 15min Edenílson recebeu passe de Paulo Victor e deu trabalho para o goleiro do Náutico.

Pouco depois, aos 20min, Paulo André recebeu como centroavante e chutou bonito para ótima defesa de Gideão. O clube paulista melhorou em campo e partiu para cima dos visitantes. A partir dos 30 minutos, o desespero tomou conta do Corinthians e Paulo André virou atacante fixo. Aos 37min, Ibson acertou o travessão do goleiro Gideão, mas no contra-ataque foi a vez do Náutico quase marcar. Igor ainda cobrou boa falta nos acréscimos, mas a partida terminou em igualdade.

Fonte: Terra