Corinthians ofereceria R$ 2,5 milhões ao Guarani

Presidente corintiano Andrés Sanchez negou publicamente

De acordo com informação publicada nesta terça-feira pelo jornal Agora São Paulo, o Corinthians oferecerá R$ 2,5 milhões para incentivar o rebaixado Guarani contra o concorrente direto Fluminense, domingo, no Engenhão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicamente, o presidente Andrés Sanchez nega que enviará a chamada "mala branca" para o time de Campinas tirar pontos do líder Fluminense. O Corinthians depende de um tropeço dos cariocas na partida para fazer valer uma vitória contra o Goiás, também no domingo, e conquistar o título.

O valor de R$ 2,5 milhões seria equivalente à aproximação da soma das premiações pagas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pelo Clube dos 13 à equipe campeã brasileira. A negociação com o Guarani seria intermediada pelos próprios jogadores do Corinthians.



Pelo Guarani, o observador técnico Waguinho Dias já se declarou favorável ao incentivo. "A ajuda financeira pode vir. Se vier, não veremos problema nenhum nisso, mas queremos que todos honrem um camisa que exige vitória a todo instante. Não vencemos há 12 jogos. Vencer no domingo é obrigação", cobrou.

Ainda de acordo com o Agora São Paulo, o Corinthians também teria feito uma oferta para o Palmeiras tirar pontos do Fluminense, na rodada passada. A proposta de R$ 1,5 milhão teria sido endereçada ao ex-corintiano Ewerthon. Como o rival enfrenta a crise pela eliminação na Copa Sul-Americana, o valor teria sido recusado.

Fonte: Terra, www.terra.com.br