Corinthians tem trabalho, mas vence Corinthian-Casuals por 3 a 0 na Arena em Itaquera

A vitória por 3 a 0 – até frustrante para quem esperava muitos gols - da equipe de São Paulo foi conquistada apenas com gols na reta final do segundo

Este sábado foi dia de a história do Corinthians ser reverenciada na Arena em Itaquera. O “filho” brasileiro encontrou o “pai” inglês, no terceiro amistoso da história entre as duas equipes. Clube amador da sétima divisão inglesa, o Corinthian-Casuals deu mais trabalho ao milionário xará paulista do que todos imaginavam. A vitória por 3 a 0 – até frustrante para quem esperava muitos gols - da equipe de São Paulo foi conquistada apenas com gols na reta final do segundo tempo.

Com 130 anos, o time que deu origem ao nome do xará brasileiro em uma excursão pelo Brasil em 1910 veio pela primeira vez enfrentar a equipe de mesmo nome em 1988, quando o Corinthians, com jogadores do passado como Rivellino, venceu por 1 a 0, golaço por cobertura de Sócrates, que terminou a partida atuando pelo Casuals. A última visita foi em 2001, com vitória do Sub-21 paulista por 1 a 0.

Em sua primeira vez na Arena Corinthians, o técnico Tite tentou não poupar o Corinthians e colocou o provável time titular da estreia do Paulistão em campo. A equipe alvinegra teve qualidade na troca de passes e Emerson bastante participativo, mas pecou na finalização das jogadas e sequer fez gols no frágil adversário nos primeiros 45 minutos. O Casuals jogou recuado e viu o goleiro Bracken se destacar com boas intervenções.

Assim como com Mano em 2014, o Corinthians voltou a ter deficiência contra uma equipe recuada. Dominava, sem “matar” o adversário. Os ingleses chegaram até a se animar em alguns lances no segundo tempo. Tite mexeu por atacado, mas as primeiras alterações foram Jadson na vaga de Lodeiro, Bruno Henrique na de Ralf e Petros na de Elias.  As mexidas deram certo e o Corinthians conseguiu dois gols nos minutos finais do amistoso.

A estreia corintiana oficial na temporada 2015 é na próxima semana, contra o Marília, na Arena, pelo Paulistão. Três dias depois, encara o colombiano Once Caldas em casa pela Pré-Libertadores. Até aqui, o time de Tite perdeu para o Colônia, da Alemanha, por 1 a 0 e venceu o também alemão Bayer Leverkusen por 2 a 1 na pré-temporada.

Gols:

Corinthians 1 x 0 Corinthian-Casuals – 33min do segundo tempo
Em seus primeiros toques na bola, o colombiano Stiven Mendoza ajeitou para Luciano, que serviu Danilo entrando pela esquerda. O meio-campista conta com desvio para abrir o placar.

Corinthians 2 x 0 Corinthian-Casuals - 44min do segundo tempo
Mendoza recebeu na área e rolou para Luciano completar para o fundo da rede.

Corinthians 3 x 0 Corinthian-Casuals - 51min do segundo tempo
Luciano dominou na entrada da área e finalizou forte para ampliar.

É festa!

O caráter festivo do duelo ficou evidente antes da partida, Com grande atraso do Corinthians brasileiro , o pré-jogo foi marcado por homenagens, como hino britânico, e todos jogadores de ambos os times com faixas iguais às usadas por Sócrates na testa. O Hino Nacional foi cantado por Negra Li e o corintiano entoado por Rappin Hood, no ritmo que os torcedores cantam na arquibancada. O alvinegro Padre Marcelo Rossi deu o pontapé inicial. A foto oficial da partida foi com os jogadores dos dois times misturados.

Durante a semana, os Casuals também festejaram bastante e deram show de simpatia no Brasil. Recepcionados como astros em Cumbica, participaram de ensaio para o Carnaval na Gaviões da Fiel, conheceram as dependências do Corinthians, tiveram jantares comemorativos, treinaram na Arena, viram jogo do clube na Copa São Paulo... Tiveram tratamento VIP que a equipe amadora da 7ª divisão inglesa nunca tinha presenciado.

Houve até troca de jogadores de lado ao fim da partida. O meio-campista Danilo, do clube paulista, teve a oportunidade de jogar os últimos minutos do amistoso pelos Casuals, em troca com o atacante adversário Byatt. O inglês quase marcou, mas Luciano "roubou" sua chance. Houve até troféu entregue para o Corinthian-Casuals, entregue pelo ídolo brasileiro Rivellino e pelo goleiro Cássio.
Lodeiro vaiado? Danilo salva!

A temporada de 2015 sequer começou e o torcedor do Corinthians já pegou no pé de um jogador: o uruguaio Nicolás Lodeiro. O meia-atacante foi o primeiro substituído na Arena, para a entrada de Jadson, e ouviu intensas vaias da torcida. O jogador é contestado pelo fraco futebol apresentado em 2014, mas tem a confiança de Tite, que colocou o atleta entre os titulares nos primeiros testes.

Na direção contrária, está Danilo. O veterano meio-campista precisou de apenas um toque na bola para abrir o placar. Poucos segundos após entrar em campo, o corintiano recebeu passe na área e deixou a bola nas redes. Danilo é famoso por ser decisivo e fazer gols em momentos de necessidade.
Queda de vidro na Arena

Nos acréscimos do segundo tempo, uma das "cercas" de vidro da Arena em Itaquera cedeu e alguns torcedores, que estavam apoiados no objeto de proteção, caíram no gramado. O fato foi flagrado por câmeras de televisão. Uma garota saiu imobilizada em uma maca, mas fez gestos para a televisão de que estava bem.







Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: TERRA