Corinthians quer 1º jogo normal e afastar riscos na Libertadores

Corinthians quer 1º jogo normal e afastar riscos na Libertadores

O Corinthians soma quatro pontos de nove possíveis e é o segundo colocado do grupo 5.

O Corinthians já jogou três vezes na corrida pelo bi da Libertadores, mas em todas as oportunidades viu assuntos extracampo roubarem a cena. Depois de uma tragédia, um jogo diante de um estádio quase vazio e um gramado sintético, o time de Tite enfrenta o Tijuana nesta quarta, no Pacaembu, às 22h, sonhando em finalmente ter um jogo normal, que pode lhe assegurar uma passagem sem riscos pela primeira fase da competição continental.

Até agora, o Corinthians soma quatro pontos de nove possíveis e é o segundo colocado do grupo 5, justamente atrás do Tijuana, de quem perdeu por 1 a 0 na semana passada. Se tropeçar, o atual campeão mundial pode se complicar no torneio, já que o Millonarios vem logo atrás com três pontos e enfrenta o lanterna San Jose na próxima quinta.

?Existem grupos mais difíceis, outros mais fáceis. Na nossa chave tem o Tijuana com melhor campanha da Libertadores até agora pelo saldo de gols. É um jogo muito difícil, é o campeão mexicano. [Temos] a necessidade de jogar bem e vencer, e depois você começa a pensar em classificação?, disse Tite, cauteloso, em entrevista coletiva na última segunda.

Para cumprir a missão e afastar de vez qualquer risco, seria bom para o Corinthians ter pela primeira vez neste ano um jogo normal. Até agora, a passagem do clube pelo torneio tem sido marcada por diversos fatores extracampo que, se não influenciaram diretamente o desempenho do time, no mínimo ocuparam o dia-a-dia dos torcedores nas últimas semanas.

O golpe mais duro foi o da estreia. No empate por 1 a 1 com o San Jose, o boliviano Kevin Espada foi morto, atingido por um sinalizador de navio atirado por torcedores corintianos que estavam em Oruro.

Em decorrência do incidente, o Corinthians foi punido pela Conmebol e obrigado a atuar diante do Millonarios com portões fechados. O estádio quase vazio (quatro torcedores entraram sob força de liminares) não atrapalhou, Pato e Guerrero decidiram e a equipe do Parque São Jorge venceu por 2 a 0.

Na semana passada, a viagem de 17 horas (a maior da história de um clube na Libertadores) e o gramado sintético do Tijuana foram os destaques da vez. Com muitas dificuldades e um erro da arbitragem, o Corinthians caiu pela primeira vez após 16 partidas invicto na competição e se viu ameaçado no grupo 5.

Fonte: UOL