Libertadores: Timão bate Racing-URU

Dentinho comemora primeiro gol da equipe de Mano em Montevidéu

Após um apagão que paralisou o jogo por 15 minutos logo no início, o Corinthians bateu o Racing por 2 a 0 no estádio Parque Central, em Montevidéu, e se tornou o primeiro representante do País a garantir vaga nas oitavas de final da Libertadores, principal objetivo do clube no ano do centenário.

O resultado assegura a primeira posição do Grupo 1 ao time de Mano Menezes. A apenas uma rodada do fim, o Corinthians soma 13 pontos, seis de vantagem para os uruguaios. Independiente, com seis pontos, e Cerro Porteño, com um, completam a chave.

Apesar da classificação antecipada, a equipe alvinegra ainda tem aspirações nesta primeira fase. Agora, a ordem é vencer o Independiente no próximo dia 22, no Pacaembu, para garantir a melhor campanha geral da primeira fase, o que daria ao Corinthians a vantagem de decidir os mata-matas em casa. No mesmo dia, o Racing vai ao Paraguai encarar o Cerro.

Debaixo de chuva, os corintianos tentaram pressionar no início, mas foram atrapalhados pela falta de luz. Após 15 minutos de espera, o jogo recomeçou em ritmo mais lento, mas com os visitantes ficando mais tempo com a bola.

Para melhorar a situação, o Corinthians abriu o placar logo na primeira chance real que teve. Aos 33min (considerando-se o tempo paralisado), Roberto Carlos chutou com força da esquerda. Pallás conseguiu cortar, mas Dentinho, na sobra, abriu o placar.

A equipe paulista manteve a tranquilidade após o gol. Os donos da casa tentaram pressionar, mas o máximo que conseguiram na etapa inicial foi um chute cruzado de Quiñonez, desviado por Moacir. Pelo lado corintiano, Ronaldo tentou de cobertura, mas também errou o alvo.

O time de Mano voltou melhor na etapa final. Aos 2min, Dentinho recebeu de Elias e só não comemorou seu segundo gol porque Contreras fez grande defesa. Logo em seguida, a cena se repetiu, com o atacante parando no goleiro uruguaio.

O Corinthians não manteve o ritmo, mas seguia com o controle do jogo. Júlio César, que ficou com a vaga de Rafael Santos, só teve trabalho aos 21min, em cobrança de falta de Mirabaje, jogador mais perigoso do time anfitrião. Pouco depois, Ronaldo, apagado, deu lugar a Jorge Henrique, enquanto Dentinho saiu para entrada de Iarley.

Com fôlego novo, os visitantes mataram o jogo em rápido contra-ataque. Jucilei recebeu pela direita após arrancada de Iarley e cruzou para Elias, artilheiro do Corinthians na Libertadores, agora com três gols, definir a fatura aos 42min.

Fonte: Terra, www.terra.com.br