Corintianos fazem campanha de doação de sangue no PI

Corintianos fazem campanha de doação de sangue no PI

Torcedores do Corinthians de Teresina se reuniram para fazer uma doação coletiva de sangue ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi).

A torcida do Corinthians de Teresina se reuniu, no último sábado (22), para fazer uma doação coletiva de sangue ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi).

A campanha ?Sangue Corintiano?, que teve início ontem, acontece até a próxima sexta-feira (28) e quer atrair o maior número possível de torcedores do clube paulista, com o objetivo de salvar vidas.

Essa é uma campanha que acontece em todo o Brasil e teve seu Dia D realizado no último sábado, em todas as cidades que participam. Em nível nacional, ela acontece há cinco anos, e em Teresina ela iniciou em 2012. O organizador desse ato na capital, Ulisses Pimentel, afirma que essa é uma forma de mostrar que torcida organizada também pratica atos de solidariedade.

?Quando se fala em torcida organizada, as pessoas já associam logo à violência e nós queremos mostrar que não é só isso. Nós vamos organizar essa campanha durante toda a semana e esperamos um número grande de participantes.

Nós iniciamos a divulgação há mais de um mês e queremos colher bons frutos com isso. Na última campanha que organizamos, nós conseguimos inclusive cinco doações de medula óssea e isso também e importante?, afirmou.

E foi através dessa divulgação que o corintiano Marcos Paulo da Cunha ficou sabendo do ato e decidiu fazer sua primeira doação de sangue. ?É uma sensação muito boa.

É muito bom saber que meu sangue irá salvar vidas. Não importa se o sangue vem de um corintiano ou do torcedor de qualquer outro time. O que importa é um ato de solidariedade que vai salvar a vida de outras pessoas que precisam?, pontuou.

A assistente social do Hemopi, Rosângela Maria Machado, afirma que são ações como essas que contribuem para que o Hemocentro mantenha seu estoque com sangue suficiente para trabalhar com segurança.

?Nosso estoque não está em baixa agora, mas doação nunca é demais, principalmente quando são de plaquetas B e O negativo, pois elas só têm uma duração de cinco dias. Ações como essas são fantásticas e nos deixam muito felizes?, afirmou.

Podem doar pessoas com idade entre 16 e 67 anos (menor de 18 anos apresentar Termo de Consentimento assinado pelo responsável legal); pesar a partir de 50 kg; estar saudável e alimentado e apresentar documento oficial com foto.

Antes da doação é importante dormir bem a noite; não ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas antes da doação; alimentar-se bem, evitando alimento gorduroso; aguardar duas horas após o almoço, para doar; não fumar duas horas antes e duas depois da doação e procurar ficar tranquilo e relaxado.

O Hemopi fica localizado na Rua 1º de Maio, 235, no centro da cidade, próximo ao Hospital Getúlio Vargas. O local funciona de segunda a sábado, das 7h00 às 18h.

Fonte: Pollyana Carvalho