Cristiano Ronaldo nega tristeza no Real e agradece à torcida

"Não importa como eu estou", declarou Cristiano Ronaldo.

Depois de declarar que estava triste no Real Madrid, o atacante Cristiano Ronaldo minimizou o sentimento e agradeceu à torcida pelo apoio. O português foi o autor do gol da vitória sobre o Manchester City por 3 a 2, em Madri, na estreia da Copa dos Campeões.


Cristiano Ronaldo nega tristeza no Real e agradece à torcida

"Não pensei em nada disso [nas declarações]. O importante é que o Real Madrid tem que ser vencedor. Não importa o passado, interessa o presente, que é bom. Não importa como eu estou", declarou Cristiano Ronaldo após o jogo.

"Foi uma maneira muito bonita de vencer. Tenho que agradecer à torcida, que foi muito bem e nos ajudou muito a conseguir a vitória", acrescentou.

O jogador mais caro do mundo foi manchete após a goleada de 3 a 0 sobre o Granada no dia 2 de setembor --não pelos dois gols marcados, mas sim porque não os comemorou e afirmou que estava "triste" por razões "profissionais" que o clube conhecia.

"O fato de me sentir triste e ter expressado essa tristeza causou um enorme alvoroço. Fui acusado de querer mais dinheiro, mas um dia será mostrado que este não é o caso", disse logo após o episodio, via Twitter, para amenizar a crise.

Jornais e emissoras de rádio na Espanha passaram a publicar desde então as supostas razões da tristeza do português. Uma delas seria a falta de apoio dos outros jogadores. Outra seria uma possível falta de valorização por parte dos diretores do Real Madrid.

O assunto chegou a incomodar o técnico José Mourinho, que chegou a ligar para Cristiano Ronaldo. "Aqui você é um jogador importante", foram as palavras do técnico português segundo o jornal "Marca".

O Real Madrid lidera o Grupo D da Copa dos Campeões, com três pontos, ao lado do Borussia Dortmund, da Alemanha. O inglês Manchester City e o holandês Ajax não somaram pontos. No domingo, o time encara o Rayo Vallecano, em casa, pela quinta rodada do Espanhol.

Fonte: Folha.com