Cruzeiro mantém 100% no Minerão e vence o clássico com América-MG

Cruzeiro mantém 100% no Minerão e vence o clássico com América-MG

Com bom jogo de Diego Souza e dois gols de Borges, artilheiros do Estadual, Raposa goleia o Coelho e permanece na primeira colocação

Não deu pressão em Belo Horizonte. Neste domingo, no Mineirão, o Cruzeiro foi muito superior ao América-MG e, desde o início da partida, se impôs em campo. Com boas atuações individuais e coletivas, a Raposa não teve trabalho algum para construir a vantagem e bater o Coelho por 4 a 1, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Mineiro. Na etapa inicial, Borges e Diego Souza marcaram, enquanto Bruno Rodrigo e Broges fizeram no segundo tempo. O América-MG não teve muito tempo para se encontrar em campo, mas em um lance isolado, também marcou, com Doriva.

O bom público presente nas cadeiras do estádio, em sua grande maioria de torcedores do Cruzeiro, aplaudiu a atuação da equipe celeste, embora, em determinados momentos, tenha cobrado uma empenho ainda maior. O goleiro Fábio foi exigido pouquíssimas vezes. Mas o grande mérito do Cruzeiro foi o acerto nas jogadas aéreas. Nos três gols, dois deles de cabeça, funcionou o treinamento intensivo do técnico Marcelo Oliveira, que tem cobrado exaustivamente a excelência nesse quesito.

Durante todo o tempo, Diego Souza, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e Éverton Ribeiro não deram sossego a Wanderson, lateral-esquerdo do América-MG. Sempre com tabelas envolventes, os dois deram trabalho e, em inúmeras oportunidades, tiveram chance de marcar. O placar só não foi ainda maior porque faltou um pouco mais de capricho aos atacantes celestes.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 25 pontos, na liderança isolada do Campeonato Mineiro. Em nove jogos, foram oito vitórias e apenas um empate. A equipe já está classificada para as semifinais, mas ainda luta para se manter na primeira colocação, que lhe daria a vantagem de jogar por empates em pontos e saldo de gols no mata-mata. O Atlético-MG, que venceu o Boa Esporte, ainda está na briga por esta vantagem. O América-MG, que vinha de duas vitórias, se manteve na quinta posição, com 12 pontos, três a menos que o Villa Nova, quarto colocado.

Agora, na próxima rodada, o Coelho terá um adversário direto por uma vaga nas semifinais. O time enfrentará no domingo, às 16h (de Brasília), o Villa, no Castor Cifuentes, em Nova Lima. O Cruzeiro terá o Nacional-MG pela frente. A partida será disputada na terça-feira, às 19h30m, novamente no Mineirão. Antes, porém, a equipe celeste fará sua estreia na Copa do Brasil. Nesta quarta, às 22h, a Raposa encara o CSA, no Rei Pelé, em Maceió.

Superioridade celeste

Desde o início, o Cruzeiro tomou mais a iniciativa, mas foi do América-MG a primeira chance. Fábio Júnior recebeu em boa condição, mas bateu por cima. A Raposa, por sua vez, conseguia chegar bem pela direita e foi pelo setor que abriu o placar. Aos dez minutos, Ceará cobrou lateral na área, Borges foi mais rápido que Neneca e desviou para o fundo do gol.

O América-MG mal teve tempo de tentar a reação e já levou mais um. Diego Souza, que foi um dos melhores em campo, ampliou aos 16. Ele mesmo iniciou a jogada no meio-campo, tocou para Éverton Ribeiro, que abriu para Everton, na esquerda. O lateral cruzou no segundo poste, e Diego Souza ganhou de cabeça: 2 a 0.

O segundo gol desestabilizou o América-MG. Depois disso, o Cruzeiro passeou em campo. A Raposa conseguiu trocar passes e envolver o Coelho, principalmente pela direita, com Éverton Ribeiro e Diego Souza. O Cruzeiro foi superior o tempo todo, embora não tenha criado chances claras. Se tivesse apertado mais, teria ido para o intervalo com um placar ainda mais amplo.

Goleada azul

Os times voltaram do vestiário sem mudanças. Nada mudou também dentro de campo. Só dava Cruzeiro, que precisou de apenas quatro minutos para ampliar. E mais uma vez pelo alto. Éverton Ribeiro cobrou escanteio pela direita, e Bruno Rodrigo cabeceou com estilo no canto. Terceiro do Cruzeiro. Terceiro em jogava aérea.

O gol fez o técnico do América-MG, Paulo Comelli, mexer no time. Rodriguinho saiu para a entrada de Willians. O Cruzeiro seguia melhor, mas foi o Coelho que diminuiu, aos 17 minutos. Como o jogo era pelo alto, Doriva aproveitou escanteio da direita (e a falha da defesa celeste), dominou no peito e bateu no canto. Belo gol.

O América-MG equilibrou a partida novamente, mas tinha dificuldades para criar as jogadas. O Cruzeiro, no entanto, seguia perigoso. Tanto que, aos 33 minutos, teve um gol de Éverton Ribeiro mal anulado. Mas um minuto depois, não teve jeito. Ceará deu belo passe para Borges, que bateu cruzado para marcar o quarto do Cruzeiro, o segundo dele no jogo e o sexto em cinco partidas neste Estadual, fechando a goleada celeste no Mineirão.

Fonte: Terra