Flamengo perde e amplia pressão em Joel Santana

Flamengo perde e amplia pressão em Joel Santana

Com o resultado, o Cruzeiro voltou a brigar no topo da tabela, chegando ao 4º lugar, com 20 pontos, e voltando ao G4.

O Cruzeiro voltou a vencer duas partidas seguidas no Campeonato Brasileiro ao bater o Flamengo por 1 a 0 na tarde deste domingo na Arena Indendência, em partida válida pela 11ª rodada. De quebra, viu a pressão em cima do técnico Joel Santana aumentar. O treinador inclusive cogita deixar a profissão, alegando estar cansado com o cotidiano de críticas.

Com o resultado, o Cruzeiro voltou a brigar no topo da tabela, chegando ao 4º lugar, com 20 pontos, e voltando ao G4. Já o Flamengo continua em 10º com 15 pontos e vê a pressão aumentar depois da segunda derrota consecutiva no Brasileiro.

Balançando no cargo, Joel Santana decidiu apostar nos jogadores da categoria de base do time rubro-negro. Apesar da maior posse de bola, a equipe perdeu chances incríveis durante o jogo e viu o Cruzeiro se defender bem e marcar o único gol da partida no fim do primeiro tempo.

Com muitos volantes em campo, as duas equipes começaram o jogo tocando a bola no meio-campo e procurando os espaços para buscar os chutes ao gol. Com mais posse de bola, o Flamengo teve duas grandes chances com Vágner Love, mas desperdiçou. O Cruzeiro chegava com perigo pela direita e procurava alçar bolas na área. Em uma dessas jogadas, o lateral Ceará cruzou para Borges abrir o placar e marcar seu primeiro gol com a camisa celeste.

No segundo tempo, o Flamengo partiu com tudo para cima do adversário, mas não conseguia chances efetivas de gol. Até que aos 33min, em um lance incrível, a equipe carioca perdeu trÊs chances na mesma jogada, duas com Vágner Love e uma com Hernane. Bem na defesa, o Cruzeiro segurou o ataque adversário e saiu vitorioso.

O Cruzeiro volta a campo pelo Campeonato Brasileira na quarta-feira, quando enfrentará o Corinthians no Pacaembu, às 21h50 (de Brasília). Já o Flamengo enfrenta a Portuguesa pela 12ª rodada do torneio, na quinta-feira, às 21h, no Engenhão.

O jogo

A partida começou corrida no Independência. Apesar da vocação defensiva das duas equipes, com muitos volantes na escalação, na prática ambos os times jogavam de forma bem ofensiva. Com Borges e Wellington Paulista no ataque o Cruzeiro aproveitava para alçar bolas na área do Flamengo. Já a equipe carioca apostava no toque de bola dos jogadores do meio-campo.

Com um ataque formado por Adryan e Vágner Love o time rubro-negro se movimentava bem na frente. E foi de uma jogada dos dois que saiu o primeiro lance de perigo do jogo. A jovem revelação avançou bem pela esquerda, cruzou na área e Love cabeceou mal. O Cruzeiro logo respondeu. Ceará cruzou da direita e a bola passou na frente dos atacantes celestes que não conseguiram desviar para o gol.

Com a bola a maior parte do tempo, mas sem objetividade, o Flamengo tentava chegar e via o time da casa incomodar nas bolas aéreas. Aos 39min, Vágner Love perdeu grande chance cara a cara com o goleiro Fábio, que defendeu bem. O visitante acabou punido no último minuto da primeira etapa. Ceará chegou bem pela direita e cruzou na área, Borges se antecipou à zaga rubro-negra e cabeceou para abrir o placar no Independência.

O gol no final do primeiro tempo parece ter abalado o Flamengo, que entrou desligado para a etapa complementar da partida. Wellington Paulista quase amplia depois de bola mal rebatida pela zaga. Os visitantes tentavam chegar com chutes de longe. Primeiro com Adryan, depois com Ibson.

Ficha técnica

CRUZEIRO 1 X 0 FLAMENGO

Gols

CRUZEIRO: Borges, aos 45 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO:

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Mateus, Rafael Donato e Marcelo Oliveira; Leandro Guerreiro, Charles (Sandro Silva), Willian Magrão e Montillo; Borges (Anselmo Ramon) e Wellington Paulista (Elber)

Treinador: Celso Roth

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Marllon, González e Ramom; Amaral, Luiz Antonio (Matheus), Renato (Camacho) e Ibson; Adryan (Hernane) e Vágner Love

Treinador: Joel Santana

Cartões amarelos

CRUZEIRO: Charles, Marcelo Oliveira

FLAMENGO: Amaral

Árbitro

Héber Roberto Lopes

Local

Arena Independência, Belo Horizonte

Fonte: Terra