Saída de graça inicia pressão do Santos para vender de Neymar

Saída de graça inicia pressão do Santos para vender de Neymar

O contrato de Neymar foi assunto nas últimas reuniões do Conselho Deliberativo do Santos.

Quando terminar o mês de março, o atacante Neymar terá desfalcado o Santos em cinco jogos do Campeonato Paulista, somando suspensões e convocações para a seleção brasileira. Por conta disso, o custo-benefício do craque é questionado e começa a pressionar o Comitê de Gestão do clube a negociá-lo antes do término de seu contrato, em julho de 2014.

Além disso, a possibilidade do Santos ver a principal estrela do futebol brasileiro deixar o clube e não receber nenhum centavo por isso já incomoda conselheiros, dirigentes e até torcedores na Vila Belmiro. Antes louvável, a permanência do craque até o fim do vínculo passou a ser considerada um ?mico? da diretoria alvinegra.

?Vai ficar com o mico na mão. Você já imaginou o Neymar sair pela porta da frente da Vila Belmiro e o Santos ficar sem dinheiro. Isso pode acontecer caso não renovem o contrato dele. Como conselheiro, gostaria que o Santos chamasse o pai dele para uma renovação. Não deu certo? É preciso vender até julho. O Santos pode pegar um bom dinheiro pela parte dele. Essa é minha opinião, a mais sensata, e posso garantir que é a opinião da maioria do Conselho Deliberativo?, afirmou Celso Leite, um dos conselheiros mais influentes no clube.

O contrato de Neymar foi assunto nas últimas reuniões do Conselho Deliberativo do Santos. Os dirigentes santistas foram questionados em plenário, admitiram a saída de Neymar sem uma compensação financeira, mas prometeram se esforçar em busca de uma renovação contratual. A primeira proposta, inclusive, já foi entregue ao estafe do atleta, que promete esperar 2014 para discutir o assunto com o Comitê Gestor do clube.

?Teve conselheiro que pediu a palavra para perguntar se o Santos ficaria sem nada. O Odílio Rodrigues (vice-presidente do clube) disse que o Santos poderia ficar sem dinheiro sim, mas alegou que tentaria a renovação?, disse Leite.

O Santos detém 55% dos direitos econômicos de Neymar, já que negociou 5% com a Terceira Estrela Investimentos S.A (Teisa), grupo de empresários ligado ao Comitê Gestor do clube, em 2010. Se não bastasse, a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, possui 40% dos direitos, parcela esta vendida aos empresários pelo pai do jogador, Neymar da Silva Santos.

O Santos já recusou propostas de Chelsea, da Inglaterra, de Real Madrid e Barcelona, da Espanha, todos interessados em contratar o jogador nos últimos anos. A maior oferta chegou a 60 milhões de euros (cerca de R$ 152 milhões), quando a multa rescisória de Neymar ainda estava estipulada em 45 milhões de euros (R$ 114 milhões). Hoje, a multa vale 65 milhões de euros (R$ 165 milhões).

O valor que será perdido e mais o custo-benefício para mantê-lo podem fazer o Comitê Gestor mudar de ideia em caso de uma nova proposta pelo craque. A cúpula santista sabe que Neymar será obrigado a desfalcar o Santos por diversos jogos por causa da seleção brasileira. Até julho de 2014, o craque terá que disputar a Copa das Confederações, Copa do Mundo e amistosos.

Após o duelo contra o Guarani, por exemplo, Neymar desfalcará o Santos em mais dois jogos ? contra Mirassol, no dia 21, na Vila Belmiro, e Palmeiras, dia 24, no estádio do Pacaembu. Nesse período, o craque santista defenderá a seleção brasileira nos amistosos diante da Itália, dia 21, em Genebra, na Suíça, e Rússia, dia 25, em Londres.

Neymar já desfalcou a equipe santista em três partidas nesta temporada. A primeira aconteceu contra o Linense, devido o amistoso da seleção brasileira contra a Inglaterra, em Londres. Em seguida, o atacante não pôde atuar contra XV de Piracicaba e Atlético Sorocaba por causa de suspensões.

Fonte: UOL