TUF: Pepey vence Vina no chão; Damm é eliminado por doença

TUF: Pepey vence Vina no chão; Damm é eliminado por doença

Lutador capixaba explica que processo de desitratação para a perda de peso causou problema sério no rim

Rodrigo Damm foi eliminado do The Ultimate Fighter Brasil - Em busca de campeões sem perder. O peso-pena teve de abrir mão da semifinal da categoria por causa de um problema no rim e deu lugar a Marcus Vina, que acabou finalizado por Godofredo Pepey. O capixaba explicou que sentiu muitas dores devido ao processo de perda de peso que vinha fazendo para o combate. Segundo Damm, é mais fácil perder peso fora da casa, quando luta em média uma vez a cada dois ou três meses. No reality show, o intervalo entre a vitória dele sobre John Macapá nas quartas e o duelo contra Pepey foi curto, e a desidratação prejudicou sua saúde:

- O negócio é que a desitratação é muito grande, e fazendo isso em um prazo curto de tempo entre uma luta e outra, como é no programa, o meu rim não aguentou. Fazer isso de dois em dois meses é tranquilo, mas eu senti lá - disse o participante, que pesa normalmente 78kg e precisava baixar para 66kg para poder lutar entre os penas.

Para Rodrigo Damm, Vina ganhou o primeiro round, mas acabou cansando no segundo, quando foi finalizado por Pepey. Ele acredita que o primeiro finalista do TUF Brasil venceu "no coração":

- Acho que o Pepey ganhou no coração. Tecnicamente ele estava bem no chão. As únicas coisas que ele faz melhor na luta são o triângulo e a kimura, e o Vina conseguiu evitar bem. Achei que o Vina levou o primeiro round, foi mais contundente nos golpes. O Pepey aplicou queda, mas teve menos efeito na luta. Depois que o Vina cansou, o Pepey levou no coração. Até então o Vina estava bem e teve chances de nocaute. Na verdade os dois estavam muito cansados.

Depois de assistir à luta entre os companheiros de programa, Damm lamentou ainda mais ter ficado fora da semifinal. O capixaba pensa que teria sido vantajoso para ele enfrentar um adversário com o estilo como o de Pepey:

- Sei do meu potencial, sei que eu poderia ter ganhado. Era uma luta boa para mim até. É um garoto que não tem muita trocação. Ele é bom de jiu-jítsu, mas sou também. Não tem luta internacional, e eu tenho várias, sou bem mais experiente. E meu wrestling é bom, então ele não teria facilidade para me derrubar. Ficaria complicada para ele.

Os demais finalistas do TUF Brasil serão conhecidos nos próximos episódios. Primeiro, Daniel Sarafian e Serginho Moraes se enfrentam pela divisão peso-médio. Depois, Rony Jason e Hugo Wolverine decidem quem será o adversário de Pepey no UFC 147, enquanto Cezar Mutante e Thiago Bodão vão duelar pela segunda vaga na final dos médios.

Fonte: Globo Esporte