Dana White separa o brasileiro de irlandês em pesagem tensa com vaia

O irlandês subiu ao palco enrolado na bandeira irlandesa, para delírio do público e, antes de se pesar, arremessou seu boné em direção ao brasileiro

Nitroglicerina pura. Assim pode ser descrita a pesagem e a encarada entre os pesos-penas Diego Brandão e Conor McGregor, que farão a luta principal do UFC Dublin, que acontece às 13h30m deste sábado, na Irlanda. Primeiro a subir ao palco, Brandão fez cara de poucos amigos e provocou o público que lotava a arena. Muito vaiado, o brasileiro bateu o peso e ficou à espera de McGregor. O irlandês subiu ao palco enrolado na bandeira irlandesa, para delírio do público e, antes de se pesar, arremessou seu boné em direção ao brasileiro. Após bater o peso, o lutador partiu para cima de Brandão, e precisou ser contido por Dana White durante todo o tempo (assista a tudo no vídeo acima).

Após a encarada, ao ser entrevistado, Diego Brandão provocou ainda mais o irlandês e o público.

- Vou destruir o Conor amanhã e vou levar isso para o Brasil - disse, debaixo de muitas vaias. Após, nas redes sociais, Dana White revelou que Brandão lhe disse, antes da chegada de McGregor, o seguinte: "Se você deixar esse filho da p*** chegar perto de mim, eu acerto uma cabeçada nele".


Dana White aparta brasileiro e irlandês em pesagem tensa com vaia e palavrão

Ao chegar sua vez de ser entrevistado, McGregor arrancou o microfone das mãos do apresentador e se dirigiu ao público.

- Amanhã vou cortar a cabeça dele, e vou levar a cabeça de cada um dos pesos-penas para casa - arrancando gritos e aplausos dos presentes.

No restante da pesagem o clima foi quase todo de cordialidade e homenagem aos irlandeses. A única outra encarada que teve clima tenso aconteceu entre os pesos-leves Norman Parke, da Irlanda, e Naoyuki Kotani, do Japão. Após fotografar o público com um óculos especial, Parke bateu o peso e, na encarada, aproximou-se demais do japonês, com os braços abertos. Kotani sorriu e fez sinal para que o rival se afastasse. Parke também foi afastado por Dana White.

Uma encarada curiosa aconteceu entre os pesos-moscas Brad Pickett e Ian McCall. Os dois subiram ao palco com calções alusivos à Irlanda: McCall com a peça com as cores da bandeira e Pickett com o calção com trevos de quatro folhas. Na encarada, ambois fizeram poses de boxeadores do século XIX.

Único lutador que não bateu o peso, o americano Josh Sampo ultrapassou em 200g a tolerância de uma libra - ou 0,464kg - logo na luta de abertura do card preliminar. O lutador voltou após o término da pesagem e, na segunda medição, atingiu o peso de 57,2kg, evitando a multa de 20% no valor da bolsa.

Veja os pesos dos atletas:

CARD PRINCIPAL

Peso-pena (até 66,3kg): Conor McGregor (66,2kg) x Diego Brandão (66kg)

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Gunnar Nelson (77,3kg) x Zak Cummings (77,6kg)

Peso-mosca (até 57,2kg): Brad Pickett (57,2kg) x Ian McCall (57,2kg)

Peso-leve (até 70,8kg): Norman Parke (70,5kg) x Naoyuki Kotani (70,5kg)

CARD PRELIMINAR

Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Ilir Latifi (93kg) x Chris Dempsey (92,5kg)

Peso-mosca (até 57,2kg): Phil Harris (56,9kg) x Neil Seery (57,2kg)

Peso-médio (até 84,4kg): Cathal Pendred (84,4kg) x Mike King (84,1kg)

Peso-médio (até 84,4kg): Tor Troeng (83,9kg) x Trevor Smith (84,1kg)

Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Cody Donovan (93kg) x Nikita Krylov (93kg)

Peso-mosca (até 57,2kg): Paddy Holohan (56,9kg) x Josh Sampo (57,4kg) *

Fonte: Sportv