Daniele Hypolito cai e fica só em sétimo no individual geral

Daniele ainda vai disputar as finais do solo, do salto e da trave em Guadalajara


Daniele Hypolito cai e fica só em sétimo no individual geral

Em uma tarde de tombos e sustos, Daniele Hypolito não conseguiu sair ilesa. Caiu da trave e deixou escapar a chance de conquistar uma medaha: foi a sétima na final do individual geral dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Adrian Gomes, que entrou no lugar de Bruna Leal, machucada, terminou em 12º. O ouro ficou com a americana Bridgette Caquatto. Ana Sofia Gomez, da Guatemala (prata), e a canadense Kristina Vaculik completaram o pódio.

- Se não tivesse sofrido a queda, teria garantido uma medalha. Pelo menos o bronze.

Daniele ainda vai disputar as finais do solo, do salto e da trave em Guadalajara. Nesta última, quem se classificou foi Priscila Corbello, mas a comissão técnica decidiu que Daniele, por ter nota maior, ficará com a vaga. Priscila, Bruna e Daiane dos Santos retornaram ao Brasil. Adrian está na final do salto.

No fim da primeira rotação, o primeiro susto. A peruana Sandra Mary Collantes bateu com a cabeça nas barras assimétricas e caiu no chão. Depois de cinco minutos de muito choro, quando os médicos enfim levantaram a maca, o ginásio inteiro aplaudiu. Teve uma lesão cervical, foi levada a um hospital para exames.

Dani, até então, estava com a quarta melhor nota no salto (14.125). Adrian fez 11.500 nas assimétricas. Depois Dani foi às barras (12.550) e Adrian para a trave (12.975).

Ali ao lado, no salto, outro susto. A equatoriana Elid Mayerli Helwigg pisou errado no pouso do salto e machucou o pé esquerdo. Saiu carregada pelo treinador. Era mais uma a se despedir. Depois, a chilena Martina Castro também se machucou ali. Saiu com dores nas mãos, mas seguiu na disputa.

Dani então foi para a trave. E caiu. Ainda assim, ganhou uma das maiores notas: 13.675. A dominicana Yamile Peña, dona da maior nota do salto, também se desequilibrou ali e foi ao chão.

Na última rotação, Daniele estava em sexto. Foi para o solo, onde precisaria tirar 650 pontos para beliscar o bronze, que estava nas mãos de Kristina Vaculik. Mas a canadense fez boa apresentação nas paralelas e ainda ganhou uma posição a mais, mas depois foi ultrapassada por Ana Sofia. Dani, última a se apresentar, teria de ganhar mais do que 14.225. Ganhou 13.825.

Fonte: Globo Esporte