Danilo decide, Corinthians vence fora e avança na Libertadores

Danilo decide, Corinthians vence fora e avança na Libertadores

Velho conhecido da torcida, o camisa 20 foi decisivo mais uma vez, marcou um gol na única chance que teve.

O Corinthians vinha fazendo uma de suas piores partidas no ano e via o Millonarios crescer perigosamente até que Danilo apareceu. Velho conhecido da torcida, o camisa 20 foi decisivo mais uma vez, marcou um gol na única chance que teve, garantiu o 1 a 0 na Colômbia e classificou os atuais campeões para a próxima fase da Copa Libertadores.

O resultado deixa o clube do Parque São Jorge com dez pontos, na liderança do grupo 5 da Copa Libertadores ao lado Tijuana, que tem os mesmos pontos, mas perde no saldo de gols, primeiro critério de desempate. Como o segundo colocado é o San Jose, com cinco, Corinthians e Tijuana decidirão quem ficará na primeira colocação na próxima quarta, na rodada decisiva da fase de grupos.

A classificação antecipada pode significar um respiro considerável para o técnico Tite, que sofreu com a maratona de jogos no início do ano. Quem viu o primeiro tempo em Bogotá, no entanto, não acreditaria no desfecho da partida.

O início do Corinthians foi dos piores possíveis. O time foi surpreendido pela marcação atenta do Millonarios e não soube reagir à altura quando o time colombiano saiu para jogar.

Candelo, Ortiz e Otálvaro comandaram o ataque dos donos da casa, com o apoio dos dois laterais e a complacência de parte do time corintiano, que não mostrou nenhum esforço em especial na marcação. Montero exigiu uma grande defesa de Cássio antes do décimo minuto de jogo. Em pelo menos dois outros lances, o time da casa assustou novamente.

O Corinthians só reagiu por volta por 30 minutos de jogo, quando Tite deslocou Emerson para a esquerda. Foi o camisa 11 quem deu trabalho ao goleiro rival pela primeira vez, quando aproveitou um chutão da defesa, chutou de longe e forçou Zapata a espalmar para o meio da área.

Mais que o lance isolado, no entanto, o que mudou o Corinthians foi a maior participação de Paulinho e Danilo, que chamaram o jogo e equilibraram a partida. Após um passe de Danilo, Alexandre Pato recebeu na área, bateu cruzado e viu Zapata fazer grande defesa com o braço esquerdo.

Nada que desse ao Corinthians a supremacia em campo, que seguiu com o Millonarios mesmo após o intervalo. Com apenas 4 minutos do segundo tempo, Moreno arriscou de longe, pegou Cássio adiantado e carimbou o travessão alvinegro.

A falta de fôlego do Corinthians incomodou Tite, que mexeu logo aos 11 minutos. Jorge Henrique entrou na vaga de Alexandre Pato e demorou alguns segundos para encontrar Danilo na entrada da área. O meia, conhecido por seu papel decisivo em jogos importantes, fez o que se espera dele. Depois de limpar a marcação, ele bateu com o pé esquerdo no canto de Zapata, que nada pôde fazer.

Foi a solução inesperada para os problemas do Corinthians, que a essa altura encontrava grande dificuldade para chegar ao ataque. Com a vantagem, o time recuou e passou a se defender com esmero diante de um Millonarios desesperado, que jogava suas últimas chances de classificação em bolas alçadas na área, que só levavam perigo quando Cássio arriscava uma saída desajeitada do gol.

Tite estava tão satisfeito com o resultado que não hesitou em isolar Danilo no ataque e recuar a equipe. Edenílson entrou na vaga de Romarinho, fechou o meio-campo e selou a vitória, mas não sem sufoco. Até os minutos finais, os colombianos tentaram aproveitar cada vacilo rival, mas não conseguiram transpor a barreira alvinegra, apesar da pressão.

Agora, o Corinthians retorna ao Brasil na noite desta quinta-feira e encara o São Bernardo, pelo Paulista, no próximo domingo. Na quarta que vem, a equipe recebe o San Jose pela última rodada, enquanto o Millonarios enfrenta o Tijuana, fora de casa, sem chance nenhuma de avançar à próxima fase.

Fonte: UOL