De muletas, Kaká deixa hospital: ""Sempre disse que me incomodava um pouco""

De muletas, Kaká deixa hospital: ""Sempre disse que me incomodava um pouco""

O atleta saiu do local de muletas, mas se mostrou sorridente e distribuiu autógrafos para os fãs.

O jogador brasileiro Kaká deixou o hospital AZMonica, em Antuérpia, na Bélgica, nesta sexta-feira, após sofrer cirurgia para operar o menisco do joelho esquerdo. O atleta saiu do local de muletas, mas se mostrou sorridente e distribuiu autógrafos para os fãs.

Na última quarta-feira, Kaká deixou Los Angeles e viajou à Bélgica para realizar exames mais precisos sobre sua lesão. Como o temor dos médicos foi confirmado, o meia foi operado às pressas.

"Sempre deixei claro que as dores me incomodavam um pouco", afirmou o brasileiro. "Tinha esse problema, mas não sabia que era tão grave", acrescentou.

O meia também disse ter "sempre tratado a pubalgia" que o fez perder parte da última temporada, e lamentou o fato de a lesão no menisco ter se transformado em uma deterioração da cartilagem do joelho.

"Foi muito triste, foi difícil, porque a princípio era um problema de menisco. Quando se viu que era a cartilagem que não estava bem, foi uma surpresa para mim", explicou.

O médico Marc Martens foi o responsável pela operação cirúrgica do meia do Real Madrid e afirmou que o atleta deverá ficar até 4 meses sem entrar em um campo de futebol.

Kaká disputou o Mundial de 2010 pela Seleção Brasileira e foi o camisa 10 da fracassada campanha do País no torneio. O jogador não marcou gols na competição, mas deu três assistências. No entanto, teve atuação apagada e chegou a receber um cartão vermelho, no duelo contra a Costa do Marfim.

O Brasil foi eliminado nas quartas de final para a Holanda após revés por 2 a 1, de virada. O time laranja, por sua vez, chegou até a decisão, mas sucumbiu diante da então campeã Espanha.



Fonte: Terra, www.terra.com.br