Robinho faz belo gol e Brasil bate Irlanda no último jogo pré-Copa do Mundo

Robinho faz belo gol e Brasil bate Irlanda no último jogo pré-Copa do Mundo

O jogo tinha clima de Copa do Mundo, com entradas duras e muita disposição das duas equipes.

Robinho deixou a Inglaterra em baixa no começo de 2010 depois de ser emprestado pelo Manchester City ao Santos. Contudo, nesta terça-feira, o atacante retornou ao país britânico e comandou a Seleção Brasileira na vitória por 2 a 0 sobre a Irlanda.

Com boa movimentação, Robinho participou do lance do primeiro gol (Andrews marcou contra) e anotou o segundo tento depois de uma bela triangulação com Kaká e Grafite (que entrou no segundo tempo).

Apesar der não ter apresentado um futebol brilhante, a Seleção de Dunga entrou em campo com espírito de Copa do Mundo e mostrou muita entrega no último amistoso antes da convocação final dos 23 jogadores que vão ao Mundial da África do Sul.

Com temperatura de 4°C, o jogo esquentou muitas vezes com entradas violentas e desentendimentos entre os jogadores das duas equipes. O estádio do Arsenal, a casa brasileira na Europa, não teve grande público desta vez, como costuma acontecer nas partidas da Seleção.

O jogo A Irlanda começou a vontade, colocando pressão no Brasil. Logo aos 3min, Robbie Keane, principal jogador da equipe europeia, fez boa jogada individual e obrigou Júlio César a fazer boa defesa. Aos 15min, o camisa 1 teve de trabalhar novamente. Depois de cruzamento de Duff, Doyle tocou de cabeça e o atleta da Inter de Milão fez uma defesa incrível.

O jogo tinha clima de Copa do Mundo, com entradas duras e muita disposição das duas equipes. Acuado, o Brasil se defendia e saia apenas nos contra-ataques. Maicon era sempre como a melhor opção ofensiva pela direita. Kaká ficou sobrecarregado na armação, já que Ramires, que ficou com a vaga do lesionado Elano, pouco apareceu.

Aos 43min, de tanto insistir pela direita, a Seleção encontrou o caminho do gol mais uma vez com o contra-ataque, jogada mortal de Dunga. Kaká passou para Maicon, que encontrou Robinho nas costas da zaga. Impedido, o atacante cruzou, o volante Andrews tentou cortar e marcou gol contra.

A Irlanda, mais uma vez, acabou sendo prejudicada por erros da arbitragem. A equipe perdeu a chance de disputar o Mundial da África depois de um gol originado por um toque de mão de Thiery Henry na repescagem europeia diante da França, no fim de 2009.

O segundo tempo começou quente, com Kaká e Andrews trocando empurrões. Dunga manteve a mesma equipe que começou jogando, mas pouca coisa mudou. O Brasil continuava preso à marcação irlandesa e dependendo de lances individuais de Kaká e Robinho.

Em um desses lances, aos 12min, Robinho pedalou para cima da marcação e tocou para Michel Bastos chutar com perigo, perto da trave direita de Given. Maicon continuava aparecendo bem no ataque, e quase marcou aos 17min, mas a bola carimbou o zagueiro Kilbane.

Dunga, então, começou a fazer testes. E insistiu novamente em Daniel Alves no meio-campo, na vaga de Ramires. Na primeira aparição do jogador do Barcelona, ele roubou a bola de St.Ledger, invadiu a área, passou pelo goleiro, mas perdeu um gol incrível.

Robinho conseguiu balançar as redes, mas o árbitro desta vez acertou ao marcar impedimento. O atacante santista desperdiçou ainda ótima oportunidade ao chutar por cima a bola após ótima jogada de Kaká.

O gol de Robinho estava amadurecendo. E veio aos 31min. O jogador recebeu de Kaká, fez linda tabela com Grafite e bateu com categoria no canto do goleiro. Em seguida, foi substituído por Nilmar e deixou o gramado com o sorriso estampado no rosto.

Fonte: Terra, www.terra.com.br