De volta, Valdívia quer ser ídolo no verdão

De volta, Valdívia quer ser ídolo no verdão

Sonho da torcida, meia chileno é apresentado pelo Alviverde novamente

Apesar da má fase do time, a torcida palmeirense encontrou uma brecha no rosto para sorrir e ter esperança. Depois de dois anos de separação, o Alviverde volta a ter o meia Valdivia no seu elenco. O atleta chileno foi apresentado oficialmente à imprensa na manhã desta quinta-feira, no salão nobre do Palestra Itália. O encontro com os palmeirenses que tanto sonharam o seu retorno já está marcado. Será neste sábado, por volta das 17h40m, no Pacaembu, quando o camisa 10 subirá ao gramado para ser saudado antes de a bola rolar para Palmeiras e Atlético-PR, pelo Brasileiro. A comissão técnica avaliou que o atleta ainda não tem condições de atuar em alto nível e só deve reestrear pelo clube no dia 29, contra o Atlético-MG, no Mineirão. Mas o próprio jogador tenta mostrar que tem chances de jogar contra o Guarani, no dia 22, em Campinas.

Mas o regresso de Valdivia, como quase tudo no Palmeiras, chegou a ser uma novela. Durante a Copa do Mundo, o clube paulistano se articulava nos bastidores para conseguir ter o chileno novamente. Somente no dia 27 do último mês a contratação foi confirmada pelo presidente palmeirense Luiz Gonzaga Belluzzo. O acordo é de cinco anos e só foi selado definitivamente no último domingo, na casa do mandatário alviverde. Na apresentação, Valdivia recebeu a camisa 10 das mãos de Salvador Hugo Palaia, que já foi da diretoria de futebol e apostou na contratação do Mago em sua primeira passagem pelo clube.

- Quero agradecer aos torcedores pelo carinho, pois sem eles não estaria aqui, aos responsáveis pela minha volta e aos companheiros que vão me ajudar. Como eu já disse uma vez, o Palmeiras é a minha casa. O filho retornou. Espero que seja uma volta de ainda mais sucesso. Tenho um contrato por cinco anos e quero ser como o Marcos e o Ademir da Guia, os dois maiores ídolos do clube - ressaltou o meia, bastante emocionado.

Especula-se que o clube tenha desembolsado cerca de 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 13,7 milhões). Essa verba foi conseguida graças aos patrocínios exibidos na camisa do clube e do grupo de sócios investidores, chamado ?Eternos Palestrinos?, que ajudaram na contratação e, teoricamente, reaverão o dinheiro com certa margem de lucro no futuro. Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Valdivia no retorno ao Verdão.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com