Decote de Beyoncé rouba a cena durante um duelo de box em Vegas

A presença das celebridades também chamou atenção.

Saul Canelo Álvarez e Miguel Cotto subiram ao ringue na madrugada deste domingo na luta mais esperada do ano no boxe mundial. E não fizeram por menos. Partindo para cima um do outro, o mexicano e o portorriquenho empolgaram a torcida presente ao cassino Mandala Bay, em Las Vegas. Dez anos mais jovem (Canelo tem 25 e Cotto 35), o pugilista do México levou a melhor na decisão unânime dos juízes (119 a 109, 117 a 111 e 118 a 110)  e conquistou o cinturão vago dos pesos-médios do Conselho Mundial de Boxe (WBC).

- Meus respeitos para o Miguel Cotto. Sempre vou admirá-lo, é um grande campeão. Mas agora é a minha era. Essa é uma grande vitória para mim, mas para todo o meu país. Para a minha gente, a minha família e a minha equipe - disse Saul Canelo Álvarez.

Além da luta, a presença das celebridades também chamou atenção. Quem roubou a cena foi a cantora Beyoncé, que esteve no combate ao lado de Jay-Z. Com um vestido preto com um longo decote na frente, a celebridade foi alvo dos fotógrafos e dos fãs. Com a vitória, Canelo chega ao triunfo de número 46. Ele tem apenas uma derrota na carreira, para o aposentado Floyd Mayweather Jr. Já Cotto, que tem 40 vitórias, perdeu a quinta luta em sua trajetória.


O combate começou com os dois pugilistas se estudando, mas sempre partindo para cima. Enquanto Cotto se movimentava por todo o ringue, Canelo procurava os ângulos certos para encaixar os golpes na cintura. Nos três primeiros rounds, o portorriquenho equilibrou as ações, e chegou a vencer alguns rounds. Mas, do sexto round em diante, Canelo passou a bater forte, acertou mais vezes e se dava bem quando Cotto partia para cima. 


Nos dois últimos rounds, Saul passou a administrar, mas seguia batendo, para delírio da torcida. A luta franca deixou as arquibancadas em êxtase e em nenhum momento qualquer um dos dois buscou o clinche, fugindo do combate. Após o triunfo, Saul Canelo Álvarez pode ter agora como próximo rival Gennady Golovkin, do Cazaquistão, que tem 34 vitórias em 34 lutas, com 31 nocautes.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Globoesporte