Cruzeiro derruba a invencibilidade do líder Corinthians

Cruzeiro derruba a invencibilidade do líder Corinthians

Durante a semana, o discurso no Corinthians era que todos deveriam estar preparados porque o primeiro revés um dia aconteceria.

O dia era de festa no Pacaembu. Mais de 37 mil pessoas esperavam por mais uma vitória, rotina corintiana no Campeonato Brasileiro. Mas a sensação do torneio encontrou pela primeira vez um adversário à sua altura. Com uma marcação eficiente, o Cruzeiro venceu por 1 a 0 e impôs a primeira derrota do rival no torneio.

Durante a semana, o discurso no Corinthians era que todos deveriam estar preparados porque o primeiro revés um dia aconteceria. Esse dia chegou. A equipe pôs fim a uma marca impressionante de 19 jogos de invencibilidade no torneio, sendo dez em 2011. Caiu também uma sequência de sete triunfos seguidos e três partidas consecutivas sem levar gols.

Apesar do resultado negativo, o time do Parque São Jorge segue líder com folga, com seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado São Paulo. O Cruzeiro começa mais uma reação e se aproxima da parte de cima da tabela.

A equipe anfitriã começou bem a partida com total domínio, principalmente nas jogadas de Emerson e Willian, e dava sinais de que o gol sairia cedo. Em 12 minutos, duas ótimas oportunidades já haviam surgido. Mas aos poucos o Cruzeiro melhorou e explorava bem a presença de Roger e Montillo que levavam perigo.

A estratégia do time mineiro era clara: fazer uma forte marcação e sair nos contra-ataques. E a execução foi muito boa. O Corinthians mostrava enorme dificuldade em escapar da retranca e parou em campo.

As tentativas de sair com Ralf e Paulinho não tinham sucesso. Já Danilo não conseguia se desvencilhar de Marquinhos Paraná e ficou sem liberdade para criar as jogadas. O líder não mostrava capacidade de mudar o posicionamento, nem de acelerar o jogo. O Cruzeiro também não acertava o contra-ataque o jogo caiu de ritmo.

A conversa no vestiário dos técnicos foi eficaz. Os jogadores voltaram com postura totalmente diferente para o segundo tempo deixando a partida bastante movimentada com chances para todos os lados. O Corinthians pressionava, mas levou a pior em contra-ataque. Wallyson viu Renan bastante adiantado e chutou de longa distância para fazer belo gol.

O Corinthians tentou se recuperar e partiu para cima diante de um adversário em dificuldade por causa da expulsão de Gilberto. Embalado pelos mais de 37 mil torcedores que gritavam ?Timão?, a equipe foi com tudo para o ataque e deu muito trabalho. Mas a defesa celeste se segurou e garantiu a vitória.

Fonte: UOL