Depois de expulso, treinador pega árbitro pelo pescoço e jogo de futebol é marcado por confusão

Depois de expulso, treinador pega árbitro pelo pescoço e jogo de futebol é marcado por confusão

Jogo de futebol amador em Criciúma é marcado por muita confusão

A imagem dos jogadores do Caravaggio com a taça da Copa Sul dos Campeões ficou em segundo plano. A partida decisiva contra o Internacional de São Defende, segundo jogo da decisão da Copa Sul dos Campeões, competição que reúne os vencedores de ligas amadoras regionais da região sul de Santa Catarina, foi marcada pela quantidade de incidentes que levaram o jogo a cerca de três horas de duração. Entre eles o estrangulamento do árbitro Edésio Weber. Ainda houve troca de agressões entre adversários e alambrado derrubado, em partida no estádio Antônio Peruchi, em Criciúma.

No confronto de ida, o Internacional de São Defende havia vencido na casa do rival. No sábado, os times se reencontram no estádio do Inter, de Criciúma. O primeiro incidente ocorreu por volta dos 30 minutos do primeiro tempo, e desencadeou na atitude do técnico Maurílio Gralha, do time mandante.

Após uma falta dura do jogador do Inter, houve uma confusão porque o árbitro Edésio Weber aplicou o cartão vermelho para quem cometeu a infração e quem a recebeu. A partir deste instante houve uma briga generalizada entre os participantes da partida. Sobrou até para quem trabalhava na cobertura do jogo.

- A confusão veio em cima dos profissionais de imprensa. Cheguei a tomar um tapa ao tentar escapar do bolo ? relata o repórter Mateus Mastella, do Jornal A Tribuna.


Depois de expulso, treinador pega árbitro pelo pescoço no sul de SC

O árbitro Weber expulsou Maurílio Gralha pouco antes do apito que reiniciaria a partida. O juiz puniu o treinador por não ter contribuído para terminar a briga. Logo em seguida, o comandante do Internacional pegou Edésio Weber com as duas mãos no pescoço, indignado por ter sido "convidado a se retirar".

O policiamento foi chamado depois do incidente, e também quando um dos auxiliares da arbitragem teve as costas atingidas por uma pedra e uma garrafa de água, arremessados por espectadores. O jogo ainda teve rojões estourados dentro de campo e um alambrado derrubado por torcedores do Caravaggio, na comemoração de um dos três gols da equipe. Com os 3 a 0 no placar quando o estrangulado Edésio Weber apitou o final do confronto, o time de Nova Veneza celebrou o título da competição.

Não há registro de queixa na polícia pelas agressões no decorrer. A Liga Urussanguense de Desportos (LUD), que responde pela organização da competição, vai julgar os incidentes no decorrer da partida. Os times entraram em acordo, no entanto, para o pagamento do alambrado avariado.

Fonte: GloboEsporte