Desafio Serra dos Matões terá atletas de ponta do Maranhão especialistas em trail run

ão 100 vagas para a disputa, que terá muitas belezas naturais, um clima fresco proporcionado pelos bons ares da cidade serrana

Encerrado o segundo lote de inscrições para o desafio radical de corrida de aventura a pé em trilhas ou trail run, quase não há mais vagas para o Desafio Serra dos Matões – Etapa gado Bravo, que acontecerá no dia 06 de junho em trilhas alucinantes e nunca antes exploradas por competidores, na cidade de Pedro II, a 240 km a Norte de Teresina, capital do Piauí. São 100 vagas para a disputa, que terá muitas belezas naturais, um clima fresco proporcionado pelos bons ares da cidade serrana e muitos obstáculos naturais, como terreno íngreme, pedras, muitas pedras, povoados e uma vegetação sem igual, só vista na terra da opala e do Festival de Inverno, aliás a competição acontecerá no período do festival de música, que terá atrações nacionais e internacionais, na praça central da cidade.

Atletas amadores e experientes já estão confirmados no terceiro ano consecutivo desse grande evento, que terá largada e ponto alto da prova, uma comunidade totalmente isolada, chamada Gado Bravo, encravada na Serra dos Matões. O Desafio é idealizado pelo atleta de trail run, ciclismo e triatlon, o piauiense Luciano Uchôa. A prova terá mais de 10 km de percurso e, claro, o trajeto também inclui o principal ponto turístico da região, o Morro do Gritador.

Entre as feras confirmadas na prova, está a equipe Bee Sports, de São Luís, capital maranhense. São 31 atletas, sendo 15 mulheres já inscritas. Um dos organizadores da equipe, atleta Anderson Nogueira, 38 anos, disputou o Desafio em 2014 e disse que Pedro II é uma região propícia e muito rica de opções e variedade de terreno para a prática de corrida de aventura e de outros esportes de montanha. “Ano passado, corri, desmaiei, levantei e ainda cheguei em 18º. Estava muito quente e eu estava debilitado, vindo de uma maratona e não tive tempo para treinar especificamente para a prova”.

A equipe maranhense, formada por amigos apaixonados pelo esporte, vem disposta para trilhar novos caminhos e, segundo Nogueira, todos estão preparados para brigar por títulos em todas as categorias. Porém, alguns atletas já se configuram entre os favoritos, como José Gomes da Silva, 58 anos, ( categoria 50 a 59 anos). Da Silva possui larga experiência em provas Brasil afora, bem como José Maria Araújo Costa, 59 anos. No ano passado, a equipe esteve representada por quatro componentes, que gostaram tanto, que a trup toda resolveu encarar as surpresas dessa terceira edição.

Outro destaque maranhense inscrito é Leno Nóbrega, vice-campeão do Desafio Serra dos Matões em 2014, que tem no trail run a sua paixão. Aos 33 anos, dentista e militar da Aeronáutica, Leno pratica esporte desde criança, já fez triátlon, mas sempre foi adepto de corridas de aventura. “Dei uma parada em 2007 para cuidar mais de questões pessoais, como meu casamento, e voltei em 2009 para me dedicar só à corrida de trilha. Já fiz maratona, mas neste ano tirei do meu calendário todas as corridas de pista”, disse o atleta, que participa de circuitos no Sul e Sudeste do país.

Anderson Nogueira, que desde 2012 é adepto do esporte e já disputou provas na Patagônia argentina, além de vários circuitos em Santa Catarina, Rio, São Paulo e Minas Gerais, afirma que para correr uma prova de trail run, não precisa estar bem preparado fisicamente, uma vez que ele treina com atletas sedentários e inexperientes; basta o espírito de aventura e vontade. “É um esporte que cresce a cada dia e só é preciso se adaptar, mas as barreiras podem ser transponíveis. Correm pessoas com a gente que têm mais de 100 quilos. Eu mesmo já tive 100 quilos e hoje estou na casa dos 80. Em 2016, vamos fazer o nosso primeiro circuito maranhanse de trail run”, destacou. A Bee Sports é especializada em fornecer toda estrutura para atletas competirem em provas de aventura, desde o deslocamento, hospedagem, suporte de tenda, com área para hidratação e filmagem dos atletas e muito mais.



Fonte: Assessoria