Piauí vence o primeiro jogo no Campeonato Piauiense

Os times voltaram sem modificações do intervalo, e no recomeço da partida, o jogo ficou

Um Enxuga Rato "enxuto". Foi essa a imagem que o Piauí Esporte Clube passou na noite desta segunda (18) no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. O rubro anil finalmente conquistou sua primeira vitória no Campeonato Piauiense Chevrolet 2013, batendo o Barras por 4 a 2, em partida válida pela quarta rodada da competição.

Logo no começo do jogo, o time da casa deixou claro que queria quebrar o jejum de gols no Piauiense: o Piauí pressionou o Bafo, chegando com mais frequência ao ataque. E a pressão virou gol logo aos 7 minutos de jogo: Dando uma de centro avante, o zagueiro e capitão do Piauí Thiago Campelo subiu para aproveitar cruzamento da esquerda e mandar para o fundo das redes. Primeiro gol do jogo - e do time do Piauí no campeonato. Fim da espera.

O Barras sentiu, mas não se fez de rogado: O Piauí mostrava uma melhor presença em campo, no entanto o Leão de Marathaoan chegava com perigo, principalmente pelos flancos. E foi em uma bola lançada para o atacante Anderson Baiano que surgiu o (polêmico) lance que culminaria no gol de empate do Bafo: o camisa 9 recebeu na direita da grande área e, praticamente sem ângulo, tentou dominar, mas caiu ao ser interceptado pelo goleiro Neto. O árbitro Antônio José Lopes apontou a marca da cal e assinalou o pênalti, para a indignação do arqueiro rubro anil. O próprio Anderson Baiano foi para a cobrança e, de perna direita, mandou um chute forte no canto direito de Neto, sem chance de defesa. Tudo igual. O Piauí sentiu o gol de empate e perdeu um pouco da agilidade que vinha mostrando. Com isso, o jogo ficou mais parelho até o fim da primeira etapa.

Os times voltaram sem modificações do intervalo, e no recomeço da partida, o jogo ficou "lá e cá" - com o Piauí ligeiramente melhor, remetendo ao começo do primeiro tempo. O técnico do Piauí, Fernando Tonet, decidiu não esperar para promover mudanças no ataque, e logo no começo da etapa complementar resolveu trocar Lucas Souza por Boiadeiro. O atacante esperava junto à lateral a autorização para entrar em campo quando viu o companheiro de ataque Fabiano fazer boa jogada individual dentro da área e arrematar para o gol de Danilo, colocando o Piauí novamente à frente no marcador.

O Piauí queria mais e continuava pressionando. O terceiro gol saiu depois de um bate rebate no ataque rubro anil. O camisa 5, Diego, aproveitou a confusão e empurrou para o fundo do gol do Bafo à queima roupa, aos 20 minutos. 3 a 1. Logo depois, o Enxuga Rato ainda teve chance de marcar o quarto depois de boa trama de ataque, na qual Boiadeiro recebeu passe açucarado de Fabiano na direita da grande área. Ao arrematar, no entanto, o atacante mandou por cima do gol.

O técnico do Barras, Danilo Queiroz, tentou dar mais ofensividade ao time para esboçar uma reação: Trocou o meio campista Lima pelo atacante Paulo Roberto. Tonet também mexeu no ataque e mandou Girlan para o jogo no lugar de Fabiano, que saiu aplaudido - mas sentindo dores no tornozelo esquerdo. O Piauí relaxou no jogo e passou a dar espaço para o Barras, que fez o segundo gol aos 37 minutoos com Paulo Roberto, que empurrou para a área depois de outro bate e rebate. Depois do segundo gol, o Barras passou a pressionar em busca do empate, mas a noite era mesmo do rubro anil. Girlan recebeu bola alçada na área, matou no peito e completou com categoria para o cantro esquerdo de Danilo, dando números finais ao primeiro triunfo do time do Piauí no estadual.

Na próxima rodada, o Piauí pega o Parnahyba no estádio Mão Santa, no sábado (23) - mesma data do confronto do Barras contra o Cori Sabbá, no Tibério Nunes, em Floriano.

















Fotos: Dayne Dantas

Fonte: Dowglas Lima