Maradona desabafa e diz que foi ""traído""

"Grondona mentiu para mim e Bilardo me traiu", afirmou, dizendo que esperava seguir no comando

O ex-técnico da seleção argentina, Diego Maradona, criticou duramente nomes importantes do futebol do país nesta quarta-feira, um dia depois de ter sido dispensado do cargo. O ex-jogador não poupou Julio Grondona, presidente da Associação de Futebol Argentina (AFA), e Carlos Bilardo, que foi seu técnico no título mundial de 1986 e atuou como diretor durante seu período como treinador da seleção.

"Grondona mentiu para mim e Bilardo me traiu", afirmou, dizendo que esperava seguir no comando da Argentina. "Estou muito triste e ferido. Qualquer um que agarre a seleção deve saber que a traição está na esquina. Há gente que não quer o bem do futebol argentino e apenas pensa em seus interesses pessoais, em suas contas bancárias".

"Me chamaram para apagar um incêndio, apagamos, e quando tínhamos mais tempo, ocorre isto: Grondona mente para mim e Bilardo me trai", disse Maradona. Segundo ele, enquanto "estávamos de luto (pela eliminação na Copa)" Bilardo "trabalhava nas sombras para me derrubar".

A saída de Maradona foi comunicada na terça pelo porta-voz da AFA, Ernesto Cherquis Bialo, que destacou a decisão "unânime" do Comitê Executivo da Federação. A decisão ocorreu um dia após uma tensa reunião, na segunda-feira, entre Julio Grondona e o ídolo argentino.

Ao comunicar a medida, Bialo lembrou que Maradona "é uma figura acostumada a ser inflexível, cujos sentimentos vêm das entranhas e são expostos no futebol e na vida".

Segundo Grondona, Maradona saiu porque não houve acordo sobre "certas condições": "era preciso mudar alguém do staff de Diego e ficou difícil se chegar a um acordo, devido às formas de pensar distintas". A imprensa argentina afirma que o presidente da AFA vetou sete dos atuais colaboradores de Maradona.

Grondona já confirmou que Carlos Bilardo, que tem uma relação difícil com Maradona, prosseguirá no cargo de diretor geral de seleções até 2011, quando vence seu contrato.



Fonte: Terra, www.terra.com.br