Diego Maurício sofre com atitude racista da torcida em Moquegua

Diego Maurício sofre com atitude racista da torcida em Moquegua

Peruanos fazem gestos e sons que incitam o preconceito contra o atleta.

O atacante Diego Maurício sofreu com atitudes racistas durante o empate da Seleção Brasileira sub-20 por 1 a 1 com a Bolívia, na tarde deste domingo, em Moquegua. Logo que entrou em campo, aos 33 minutos da etapa final, o jogador foi insultado com gestos e sons que incitavam o preconceito. Com o calor do jogo, o atacante afirmou não ter ouvido os gritos dos peruanos, mas repudiou o incidente no Estádio 15 de Noviembre.

- Fico triste com esse tipo de coisa que acontece no futebol. Eu realmente não percebi, mas em nenhum momento isso me afeta. Independentemente de raça, eu procuro mostrar o meu trabalho. São pessoas que querem fazer coisas para aparecer. Não tem talento para chegar a um objetivo maior em suas vidas - afirmou o jogador.

A cada toque na bola, os torcedores imitavam o som de um macaco. Enquanto esteve em campo, o jogador foi vítima do preconceito local. O técnico Ney Franco também comentou o incidente.

- Eu não ouvi. Estou sabendo disso aqui agora na coletiva. No ano de 2011, não se cabe mais esse tipo de atitude - disse o treinador canarinho.

A Seleção Brasileira sub-20 já está classificada para o hexagonal final do Sul-Americano, que dá duas para as Olimpíadas de 2012, em Londres, e quatro para o Mundial, em julho, na Colômbia. Na terça-feira, o time vai encarar o Equador, em Tacna.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com