Dinamarca bate favorita Holanda e abre grupo da morte com zebra

A última vitória sobre os holandeses havia ocorrido em outubro de 1967.

A ?zebra? apareceu logo na abertura do ?grupo da morte? da Eurocopa-2012. Considerada por muitos como azarão da chave mais equilibrada do torneio, a Dinamarca ignorou o favoritismo da Holanda, venceu por 1 a 0, com golaço de Krohn-Dehli, em Kharkiv, na Ucrânia, quebrou uma escrita de 45 anos no confronto entre as duas seleções.


Dinamarca bate favorita Holanda e abre grupo da morte com zebra

A última vitória sobre os holandeses havia ocorrido em outubro de 1967. Aliás, poucos acreditavam em um triunfo dinamarquês no início do grupo B. A Holanda teve o ataque mais positivo da fase de classificação do torneio continental. Até seu técnico achava pouco provável. Morten Olsen declarou que a rival era favorita para o confronto.

Um resultado que não fosse a vitória nem passava pela cabeça do treinador holandês Bert van Marwijk, principalmente porque os outros dois integrantes do grupo são as fortes Alemanha e Portugal. Diante disso, tomou a iniciativa da partida. Tinha mais posse de bola e atacava bastante. Van Persie, Robben e Sneijder não recebiam atenção especial.

Mesmo assim, não eram eficientes em suas oportunidades. Aos 17min, por exemplo, Robben apareceu livre dentro da área. Poderia bater, mas preferiu o passe lateral, facilitando para a zaga dinamarquesa. Os rivais, por outro lado, apresentavam dificuldades até para sair jogando. Mas, por incrível que pareça, abriu o marcador em uma de suas raras chances.

Aos 23min, Krohn-Dehli deu um corte na zaga rival e tocou entre as pernas do goleiro Stekelenburg. Um golaço. Restava saber qual seria o comportamento dos ?favoritos?. Sentiu nos primeiros instantes. Aos poucos, voltou a ter o controle e passou a pressionar. Robben acertou a trave. No final, Van Persie parou no goleiro Andersen.

A Holanda voltou para o segundo tempo ainda mais ofensiva. Teve quatro chances com apenas oito minutos de jogo. A Dinamarca era sufocada em seu campo de defesa. Aos poucos, porém, o time de Morten Olsen se acalmou em campo e encontrava espaços para chegar ao ataque. Aos 24min, Krohn-Dehli quase ampliou.

Bert van Marwijk não tinha alternativa. Mandou sua equipe para frente, com as entradas de Van der Vaart e Huntelaar. Isso, porém, não deu certo. Abusou das bolas alçadas na área. Assim, já se complicou no ?grupo da morte?. Na quarta-feira, a Holanda pega a Alemanha, enquanto a Dinamarca terá pela frente Portugal.

Fonte: UOL