Diretor de futebol pede demissão e deixa o Corinthians

Mario Gobbi deixa o Corinthians

Mário Gobbi não faz mais parte da diretoria do Corinthians. O diretor de futebol pediu demissão de seu cargo na tarde desta terça-feira. Gobbi enviou uma carta à torcida comunicando o fato.

Nela, o ex-diretor afirma que seu "ciclo se completou". Mário Gobbi também faz agradecimentos ao presidente Andrés Sanchez e ao torcedor.

Confira abaixo a carta de despedida do dirigente:

"Corinthianos,

Após três anos no cargo de diretor de futebol, entendo que urge passar o bastão.

O ciclo se completou e a rotatividade no poder é salutar para termos um Corinthians sempre vencedor.

Neste período, mudamos uma mentalidade, quebramos velhos hábitos, costumes e implantamos filosofia e metodologia modernas, cuidando do presente e plantando para o futuro, o que nos permite entregar um departamento totalmente remodelado, modernizado e estruturado, com comissão técnica permanente, grupo de jogadores graduado e um time montado, com esquema tático e padrão de jogo definidos.

Resta aprimorar detalhes, trabalho corriqueiro de todo final de temporada.

Para tanto, o planejamento 2011 está elaborado e a nova direcão, juntamente com a equipe técnica, capitaneados pelo Presidente Andrés Sanchez, com maestria, saberão executá-lo.

Sensibilizado, agradeço o apoio de todos os colaboradores do departamento de futebol profissional, dos Colegas Diretores e em especial do Presidente Andrés, notadamente pelo respaldo e confiança em mim depositados.

Deixo minha declaracão de amor a Torcida Corinthiana, o reconhecimento de que, sem a paciência e o apoio recebidos, jamais atingiriamos nossas metas.

A Nação Corinthiana é o nosso maior orgulho e patrimônio, e, a ela, me curvo silente.

O aprendizado desses anos, me permite contribuir, de outras formas, não só com o Corinthians, mas também com o futebol em geral, buscando evolução e aprimoramento das práticas existentes, implantando novos e modernos métodos, o que certamente farei.

Há muito a ser feito e o egoísmo não me permite acumular a experiência apenas para minha satisfacão. É imperativo torna-se agente multiplicador.

Até breve,

Cordialmente,

Mário Gobbi Filho"



Fonte: Terra, www.terra.com.br