Diretor santista diz que 45 milhões de euros por Neymar é pouco

Ao diário "Marca", Pedro Luiz Nunes Conceição ressalta que jogador está feliz na Vila e, em recado ao Real, avisa que dinheiro não é tudo.

O diário "Marca" reservou para a edição desta quarta-feira uma entrevista com o diretor de futebol do Santos, Pedro Luiz Nunes Conceição. O dirigente fez questão de ressaltar, mais uma vez, que o clube da Vila não tem o menor interesse de negociar Neymar neste momento.



"Não temos nenhuma intenção de abrir negociações sobre Neymar agora. Ele quer ficar e nós queremos que ele fique", salientou Pedro Conceição ao jornal madrileno, acrescentando que os valores especulados sobre uma possível negociação estão aquém do desejado.

"Por ? 45 milhões (R$ 100 milhões), é pouco. Neymar vale mais, porém não consigo entender como um clube (o Real Madrid) pode gastar ? 30 milhões (R$ 66,7 milhões) em um defensor como Coentrão e não pagar ? 45 em um atacante que faz gols e dá espetáculo", enfatizou o dirigente.

O diretor de futebol do Santos aproveitou para mandar um recado à agremiação merengue, notória interessada na joia da Vila.

" Eles (os dirigentes do Real) estão mal acostumados. Pensam que dinheiro é tudo na vida, mas às vezes não é assim. Há outros valores acima", disse Pedro Conceição ao periódico espanhol.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com