Elano pode deixar o Santos após discussão com o treinador Muricy

A discussão no gramado da Arena Barueri entre Elano e Muricy Ramalho foi apenas o estopim do clima ruim que ronda o atleta no Santos

A discussão no gramado da Arena Barueri entre Elano e Muricy Ramalho foi apenas o estopim do clima ruim que ronda o atleta no Santos. Desde o início do ano, o meia está irritado com diretoria e treinador, pois foi oferecido como moeda de troca em tentativas de negociações.

Entre amigos, Elano não esconde a insatisfação com a sua atual situação no clube e deixa claro o desejo de sair. O jogador, inclusive, já conversou com empresários para autorizá-los a procurar equipes interessadas em contratá-lo.

Preterido do time na final do Mundial contra o Barcelona - foi reserva -, ele admite ter ofertas para deixar o Peixe.

- Tenho várias propostas, por tudo o que já fiz na minha carreira ao longo destes anos. Mas com a dignididade e honestidade que tenho com o Santos, não converso com ninguém sem antes falar com eles.

Elano diz não saber do seu envolvimento em possíveis transferências como moeda de troca, mas promete conversar com Muricy e o presidente Luis Alvaro para saber sobre o assunto.

O Grêmio seria um dos interessados. Sem Douglas, negociado com o Corinthians, o clube gaúcho tem o desejo de contratar dois meias, sendo um deles de grande nome, para repor essa lacuna. O camisa 8 seria um dos alvos do Grêmio.

Após ser substituído por Muricy no intervalo da partida contra o Oeste, Elano assistiu ao jogo em uma das tribunas da Arena Barueri, ao lado de dirigentes do Peixe. Um deles, o vice-presidente Odílio Rodrigues, negou qualquer clima ruim do meia no clube e, apesar das propostas citadas pelo meia, nega ter recebido algo oficial.

- Não temos propostas oficiais pelo Elano. Se chegou a ele, não chegou a nós. Não sabemos de nada e acho difícil estar acontecendo algo. Ele viu o jogo conosco e não sabemos de ele estar insatisfeito. Ele continua treinando e o clima é normal, faz parte do elenco - disse Odílio.


Discussão com Muricy evidencia clima ruim de Elano, que pode sair

Com cinco lesões na última temporada, o meia alternou bons e péssimos momentos. Depois de ser artilheiro do Paulistão 2011, ao lado de Liedson, do Corinthians, com 11 gols, o jogador entrou em um inferno astral. Teve problemas em seu relacionamento, enfrentou processos da atriz Nívea Stelmann, superou a tentativa de sequestro de seu pai, além de ficar marcado pelos pênaltis perdidos por Santos (contra o Flamengo) e Seleção Brasileira (contra o Paraguai, na Copa América).

Vinculado ao Santos até 31 de dezembro de 2013, o meia tem seu futuro incerto no clube.

Fonte: GloboEsporte