Categórico, dono da RBR descarta o jogo de equipe

Categórico, dono da RBR descarta o jogo de equipe

‘Interferir nos pilotos nunca foi uma possibilidade para nós’, afirma Mateschitz

Jogo de equipe em Abu Dhabi para ganhar o título? Nenhuma chance. É o que garante o dono da RBR, Dietrich Mateschitz. O dirigente afirmou nesta terça-feira que prefere ver um dos seus pilotos perdendo o campeonato para Fernando Alonso do que dar ordens de troca de posição entre Mark Webber e Sebastian Vettel na última corrida do ano, marcada para este domingo.

- Interferir nos pilotos nunca foi uma possibilidade para nós. Um segundo lugar em circunstâncias corretas pode ser melhor do que uma vitória baseada em ordens da equipe. O mundo inteiro condenou a Ferrari depois dos que eles fizeram em Hockenheim. Nunca sequer pensamos nisso, já que nossos dois pilotos continuam com chances de título ? afirmou o dirigente, referindo-se à ordem da Ferrari para que Felipe Massa deixasse Alonso passar e vencer a prova na Alemanha.

Para ser campeão, o espanhol precisa apenas chegar em segundo lugar no GP de Abu Dhabi, o último da temporada. Se Alonso estiver em terceiro, pode ganhar o título se Vettel for o primeiro e Webber, o segundo. Desde o fim do GP do Brasil, especula-se a possibilidade de, neste cenário, a RBR ordenar uma troca de posições, que daria o campeonato a Webber.

- Não é certo que Alonso sempre será o sortudo da história. Abu Dhabi vai ser incrivelmente empolgante, com altas doses de tensão. Na noite de domingo vamos saber se conseguiremos os outros 50% dos nossos objetivos ? disse Mateschitz, em referência ao título de construtores, conquistado pela RBR por antecipação.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com