Dorival defende Neymar e reclama de rodízio de faltas

Treinador garante que atacante santista vem sendo perseguido pelos adversários

Dorival Júnior mais uma vez procurou defender Neymar. O atacante santista se irritou com a marcação de João Marcos e após a derrota por 2 a 1 para o Ceará, no domingo, no Castelão, quis partir para cima do adversário para tomar satisfações. O treinador considera que o jogador vem sofrendo com um rodízio de faltas durante os jogos do Campeonato Brasileiro.

- O rodízio vem acontecendo em todos os jogos sem que seja tomada uma atitude necessária. Quem tenta jogar futebol é parado com faltas, e esse antijogo não é punido. Quem tenta jogar futebol acaba saindo em desvantagem - disse o treinador.

Durante a partida, o Ceará cometeu apenas dez faltas, um número que pode ser considerado bastante baixo durante os 95 minutos em que a bola rolou no Castelão. Das dez faltas, cinco foram feitas em cima de Neymar, sendo duas punidas com o cartão amarelo. O Santos fez o dobro de faltas do Ceará: 20 no total, sendo quatro em cima do meia Ernandes.

Dorival Júnior também não considera que Neymar vem provocando os adversários em campo como acusou João Marcos após a partida.

- Se ele está dando a resposta com a bola nos pes é um direito dele. Ele tem esta condição. O futebol é para ser jogado e as faltas punidas. O problema é que há uma inversão de valores neste momento. O mesmo lance é interpretado de duas formas diferentes pelos árbitros. De uma forma para o time da casa e de outra para o visitante. A falta de critérios é muito grande.

Com a derrota para o Ceará, o Santos perdeu a chance de encostar nos líderes Fluminense e Corinthians, que tinham tropeçado na rodada. O Peixe está em sexto lugar na classificação com 31 pontos. Na próxima quarta-feira, às 19h30, o time enfrenta o Atlético-GO, na Vila Belmiro.

Fonte: g1, www.g1.com.br