Atrativos não faltam, maestros Felipe e R10 prometem esquentar o clássico de amanhã

Atrativos não faltam, maestros Felipe e R10 prometem esquentar o clássico de amanhã

Curiosamente, os jogadores vivem fases opostas no momento mais importante da temporada

Não faltam atrativos para o clássico decisivo entre Vasco e Flamengo, domingo, às 17h (de Brasília), no Engenhão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Além da busca do time de São Januário pelo título e do Rubro-Negro pela vaga na Libertadores, o duelo entre Felipe e Ronaldinho, maestros das duas equipes, promete esquentar o confronto. Curiosamente, os jogadores vivem fases opostas no momento mais importante da temporada.

Felipe vem decidindo os últimos jogos para o Vasco. Gols, passes milimétricos, liderança junto ao elenco, e idolatria por parte da torcida. A fase é a de um autêntico ?salvador?, personagem fundamental para auxiliar o clube a tentar conquistar o seu quinto título brasileiro. Se isso acontecer, o talentoso meia será considerado o maior vencedor de títulos da história vascaína em ordem de importância.

O camisa 6 esteve presente em algumas das principais e recentes conquistas do clube: Brasileiro (1997, 2000), Libertadores (1998), Copa Mercosul (2000), Copa do Brasil (2011), Torneio Rio-São Paulo (1999) e Estadual (1998). Este ano, foram 47 jogos disputados e sete gols marcados.

Experiente, o jogador de 34 anos não esconde a ansiedade com a possibilidade de viver um momento histórico no Engenhão.

?A possibilidade de alcançar esta marca me motiva ainda mais. Ao mesmo tempo, deixa um friozinho na barriga. A experiência me ajuda a ter tranquilidade na hora em que a bola rola, mas antes disso o nervosismo e a ansiedade são iguais. É tudo exatamente como acontecia na época do primeiro título?, contou, sendo bastante elogiado pelo técnico Cristóvão Borges na sequência.

?Ele é o grande cérebro que temos ali no meio de campo. O Felipe vive um grande momento e apostamos nele para conquistar este título?, afirmou.

Credenciado, Felipe terá pela frente aquele que já foi eleito duas vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa. Com 51 jogos e 21 gols na temporada, Ronaldinho não vive a sua melhor fase. Apesar de ter marcado o gol da vitória sobre o Internacional, na última rodada, em Macaé, o camisa 10 parece disperso e muitos já falam nos bastidores da Gávea em um possível ?adeus? diante do Vasco.

O fato é que a situação envolvendo os atrasos salariais desgastou a relação com o Flamengo. Hoje, Assis, seu irmão e empresário, só aceita conversar em busca de uma solução com a presidente Patricia Amorim. O débito já alcançou R$ 2,250 milhões e se o impasse não for resolvido até o final da primeira quinzena de dezembro dificilmente Ronaldinho emplacará 2012 no Rubro-Negro.

Para que isso aconteça, a vaga na Libertadores pode contribuir e facilitar as conversas. Em tese, o Gaúcho entra enfraquecido no duelo com Felipe, mas é impossível garantir que ele não será capaz de repetir as jogadas geniais que chegou a executar na competição. Na vitória épica sobre o Santos por 5 a 4, na Vila Belmiro, R10 fez a sua exibição de gala em 2011.

Talvez por isso seja elogiado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, quando o mesmo foi perguntado sobre o balanço da temporada de Ronaldinho no Flamengo.

?O Ronaldo teve momentos bons e ruins na temporada, jogou bastante, está readaptado ao Brasil, não temos nada a reclamar. Estamos próximos de voltar à elite do futebol sul-americano, falta um pouquinho. E o Ronaldo faz parte do contexto, ele trouxe grandeza para o Flamengo, juntando ao nome do clube que é muito forte?, finalizou.


Duelo de maestros em Vasco x Fla tem momento

Um empate, ou mesmo uma derrota, desde que apenas um time entre Figueirense, Internacional e Coritiba vença o seu jogo, colocam a equipe de Ronaldinho na principal competição do continente. Já o Vasco, de Felipe, precisa vencer o rival e torcer por uma derrota do Corinthians para o Palmeiras. Resta saber qual maestro levará a melhor no Engenhão...

Fonte: uol.com