Dunga aponta o maior rival na Copa

Para o treinador, a Argentina não vai ser a mesma da Eliminatórias, e a Itália

Em entrevista a Paulo César Vasconcellos, do SporTV, o técnico da seleção brasileira respondeu à pergunta que aflige os brasileiros em ano de Copa do Mundo: o Brasil vai mesmo trazer o hexacampeonato da África do Sul?

- Vai, vai... Vamos trabalhar. Vamos fazer tudo que for necessário para chegarmos ao nosso objetivo. O torcedor pode ficar ciente disso. E não é só agora, não... Já faz três anos e meio. Muitos não acreditavam, mas nós vamos chegar lá na Copa do Mundo - diz o treinador, em entrevista exibida pelo Esporte Espetacular.

Ao comentar quem seriam os principais adversários do Brasil na competição, Dunga aproveitou para dar seu recado a respeito das pressões e cobranças para convocar determinados craques.

- O Brasil primeiro tem que ganhar do Brasil... Não é só comigo, foi com todos os outros treinadores. Sempre se começa a discutir jogador... - lembra Dunga.

Para o treinador, a Argentina não vai ser a mesma da Eliminatórias, e a Itália está entre as candidatas. Mas citou primeiro Espanha, campeã europeia, e a Inglaterra do treinador Fabio Capello.

Dunga falou sobre sua trajetória profissional e disse que jamais tinha pensado em ser treinador da seleção brasileira. Mas ressaltou a importância do grupo de 1994, do qual foi capitão:

- Aquela seleção teve um ponto fundamental: um grupo que ensinou a um país como se vence... Nós estávamos há 24 anos sem vencer, né? Mesmo tendo valores fantásticos - disse o treinador, que completou com uma lição.

- Antes de mais nada, tem que ter trabalho - frisou o capitão do tetra.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com