Dunga revela recusa a sondagem do Palmeiras por atacante Rafael Moura

O Palmeiras não esconde que procura reforços para os mata-matas da Copa Libertadores.

O técnico Dunga, do Internacional, revelou uma sondagem do Palmeiras pelo atacante Rafael Moura. Ele mostrou-se incomodado com a maneira como as tratativas foram conduzidas e disse ter impedido que o assunto fosse levado adiante.

- Respeito hierarquia e a situação do clube, mas gosto que seja comunicado a mim, depois ao jogador e depois aos empresários. Eu sou quem comanda o vestiário e não gosto de surpresas. Me foi feito um questionamento sobre o Rafael, e nem toquei adiante - disse Dunga.

O He-Man tem contrato até agosto de 2016. Ele chegou ao Internacional no meio do ano passado e passou por cirurgias nos tornozelos no fim da temporada. Ao todo, são 18 partidas e três gols.

- Ele fez uma cirurgia, veio com expectativa grande. Temos que deixá-lo em condições para ter uma avaliação melhor. Depois que tivermos, aí podemos falar. Mas temos que dar as chances de ele ser o Rafael Moura - completou Dunga.

O Palmeiras não esconde que procura reforços para os mata-matas da Copa Libertadores. O ataque é um dos setores carentes, já que as únicas opções no momento são Kleber, que convive com lesões, e Caio, jovem que acaba de ser promovido ao profissional. Marcelo Moreno, do Grêmio, e Borges, do Cruzeiro, também foram sondados, mas sem sucesso.

- Na época em que tínhamos interesse no Luan, houve uma conversa com o Palmeiras em relação ao Rafael. Mas isso foi em janeiro ou fevereiro. Não me chegou nada depois disso, você tem de perguntar ao Dunga - disse ao LANCE!Net o diretor-executivo do Inter, Newton Drummond.

José Carlos Brunoro, diretor do Verdão, não confirma os nomes sondados, mas admite as dificuldades do mercado.

- Pela condição do Palmeiras hoje, essa busca teria de ser por jogadores que ficassem para a Série B. Temos que analisar muito bem isso. A situação não é simples, temos que pensar bem no nome para tomar a atitude. Não adianta vir jogador só para cumprir tabela agora - disse, à Rádio ESPN.

Fonte: Terra