"É tempo de começar a apoiar talentos", diz Biekarck

Rumo a seu oitavo Pan, lembra da juventude que velejará na Olimpíada do Rio-2016



Cláudio Biekarck, que já participou de sete edições de Jogos Pan-Americanos, também estará em Guadalajara, México, em outubro, ao lado de seus tripulantes Gunnar Ficker e Marcelo Batista da Silva, no barco da classe Lightning. Depois de participar de três Olimpíadas como velejador e chefiar a equipe de vela na Olimpíada de Pequim-2012 (o que deverá repetir em Londres-2012), aos 51 anos sabe que já é tempo da CBVM (Confederação Brasileira de Vela e Motor) ?começar a apoiar talentos que já estão surgindo?.

Bieckark cita Jorginho Zarif, da classe Finn, e Patrícia Freitas, da RS:X (prancha a vela), que participaram da Semana de Vela em Florianópolis, encerrada há duas semanas, e garantiram vaga na equipe brasileira de vela de 2011.

- A Confederação não consegue apoiar todo mundo. A prioridade das verbas é para as classes olímpicas, para medalhistas, os dez primeiros do ranking. As classes pan-americanas são mais amadoras. Mas precisamos, sim, começar a investir na juventude, pensar que temos a Olimpíada do Rio de Janeiro-2016. Vamos ver se será viabilizado o patrocínio do Bradesco.

Ele mesmo é um exemplo de grande velejador que não tem como viver como profissional do esporte. Os treinos são aos fins de semana e feriados, na maioria das vezes na represa de Guarapiranga, em São Paulo, onde mora, ou em Ilhabela, litoral norte do Estado.

- Para competir em Florianópolis ainda tivemos um ?luxinho?: uma semana de treinos em Ilhabela. Mas a última vez que saímos do país para treinar foi para tentar classificar o Brasil ao Pan do Rio de Janeiro-2007.

Agora, para participar do Pan de Guadalajara, que terá as regatas em Puerto Vallarta, do lado do Pacífico, Cláudio Bieckark diz que a preparação deverá ser em junho, aproveitando Búzios-RJ, que terá o sul-americano e o Mundial de Lightning. Depois, participará do Norte-Americano da classe, em agosto.

A Rede Record transmitirá os Jogos Olímpicos de Londres-2012 com exclusividade na TV aberta brasileira, e também pela internet. A emissora também detém os direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011 e Toronto-2015, e da Olimpíada do Rio de Janeiro-2016.

Fonte: R7, www.r7.com