Eliminatórias para a Copa-2014 começam com recorde de países

Para o Mundial de 2010, a Fifa confirmou a inscrição de 202 de seus associados.

As eliminatórias para a Copa do Mundo do Brasil começam hoje (com um duelo entre Montserrat e Belize em campo neutro) com recorde de países inscritos. Das 208 federações nacionais filiadas à Fifa, 204 entram na disputa, contando o país-sede, que fica fora do qualificatório.

Para o Mundial de 2010, a Fifa confirmou a inscrição de 202 de seus associados. Para a competição no Brasil, só Brunei, Butão, Guam e Mauritânia não entraram no mais célebre torneio de futebol.



A Fifa estima que serão disputadas 832 partidas na competição qualificatória, o que quase empata com o número de jogos das eliminatórias para a Copa de 2002 --foram 836 duelos no qualificatório com mais confrontos.

Para 2010, aconteceram 827 partidas de classificação e muitos incidentes. Butão, Guam e Eritreia desistiram. República Centro-Africana e São Tomé e Príncipe abandonaram por problemas financeiros. A Somália teve jogo cancelado por guerra civil.

A Fifa fez intervenção na conturbada eliminatória africana, suspendendo a Etiópia por problemas na federação do país. O Qatar, do dirigente Bin Hammam, usou jogador irregular contra o Iraque, mas não perdeu os pontos, o que gerou polêmica na Ásia.

Cerca de 20 milhões de pessoas acompanharam as eliminatórias para a o Mundial da África do Sul em estádio, média de 23 mil torcedores por jogo --o México foi o rei do público, com 82 mil torcedores/jogo em média.

Para essa longa disputa, que tomou três anos do calendário (o que se repetirá agora), foram utilizados 5.602 jogadores, 310 juízes e 650 assistentes de árbitro.

O inchaço das eliminatórias vem na esteira da política da Fifa de ampliar cada vez mais seu quadro de filiados --tem mais que a ONU.

O qualificatório para a Copa de 2006 teve até replay após a Fifa aceitar a versão de que juiz feriu as regras do esporte --aconteceu num jogo entre Uzbequistão e Bahrein.

As eliminatórias para o segundo Mundial a ser realizado no Brasil começam antes mesmo do sorteio do qualificatório. No dia 30 de julho, no Rio de Janeiro, cerca de 180 países estarão envolvidos no primeiro grande evento da Copa-2014 no país.

O Brasil não jogará as eliminatórias sul-americanas, mas essas manterão o sistema de todos contra todos em turno e returno --quatro avançam diretamente, e o quinto vai à repescagem.

Haverá sorteio depois para definir os duelos da repescagem, que tem representantes também da Ásia, da Oceania e da Concacaf (Américas do Norte, Central e Caribe).

As eliminatórias para a primeira Copa realizada no Brasil, em 1950, contaram com apenas 34 inscritos _só 13 jogaram. Agora, serão 32 times.

Fonte: Folha.com