Em 14º, Barrichello lamenta neblina em treino: "preciso de mais tempo"

No qualifying, Barrichello quase avançou para a segunda fase,

Rubens Barrichello, da KV Racing, teve um desempenho discreto no treino classificatório do Grande Prêmio do Alabama e se classificou na 14ª posição do grid de largada com o tempo de 1min10s566. Comentando o resultado, o ex-piloto da Fórmula 1 admitiu que precisa melhorar e lamentou a neblina que impediu os corredores de trabalharem no terceiro e último treino livre, marcado para a manhã deste sábado.

"Foi melhor do que em São Petersburgo, mas ainda tive dificuldades", disse Barrichello, que estreou na Indy no último fim de semana na etapa da Flórida. Na oportunidade, ele largou no 13º lugar e terminou no 17º.

"Preciso de mais tempo de pista, mas a neblina me custou caro. Meu grupo era muito, muito forte, mas não tenho desculpas. Preciso melhorar, me sentir mais confortável com o carro", completou. A neblina citada pelo corredor prejudicou o treino livre marcado para a manhã deste sábado, antes do classificatório. Devido às condições do tempo, os pilotos puderam apenas fazer uma volta de instalação e pouco praticaram.

No qualifying, Barrichello quase avançou para a segunda fase, mas foi superado nos instantes finais por seu companheiro Tony Kanaan por 0s0431. Rubinho, assim, ficou com a sétima posição do grupo dois da primeira fase do treino - apenas seis avançam à segunda. Kanaan, ao final, conseguiu o sexto melhor tempo.

O outro representante da KV, o venezuelano José Ernesto Viso, estava no primeiro grupo e chegou à segunda etapa da sessão. Ele largará na sétima posição da prova marcada para as 15h (de Brasília) deste domingo. Atrás de Barrichello no grid estará o atual tricampeão da Indy, o escocês Dario Franchitti, da Chip Ganassi, que obteve a 18ª posição neste sábado.


Em 14º, Barrichello lamenta neblina em treino:

Fonte: Terra